sexta-feira, 28 de setembro de 2012

E aí Anatel; é só isso?

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foi muito flexível com as operadoras de TV por assinatura. Essa foi a minha conclusão depois de ver na imprensa o noticiário dando conta que, ao invés de punir essas operadoras pelo grande número de clientes descontentes com o serviço oferecido por elas, apenas exigiu delas que apresentassem num prazo de 30 dias um plano de ação para melhorar os indicadores de atendimento aos consumidores. É bom registrar que no caso da telefonia, tanto móvel quanto fixa, e o serviço de internet, o descontentamento também é geral. Eu mesmo poderia citar aqui uma lista enorme de reclamações contra o serviço de internet e telefonia que consumo; o que creio, não deva ser muito diferente da maioria dos que leem essa publicação agora. Essa é a minha opinião
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Olá!
    A Anatel a cada dia vem nos mostrando a sua má vontade em atender e resolver os problemas com as operadoras.Nós míseres usuarios que se vire,infelizmente é isto que acontece.
    Sua opinião sempre verdadeira e objetiva.
    Tenha um fim de semana com muita luz e paz.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Aí está uma coisa de que não posso queixar-me. O serviço de TV, telefone, e internet que me tem sido formnecido pela minha operadora tem sido muito bom.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. É por isso que a nossa nação não vai pra frente, pois os órgãos reguladores, que têm competência para sanar os problemas dos consumidores, fazem vistas grossas para os inúmeros problemas. Mesmo se os serviços prestados das empresas não funcionassem, o que é fato na maioria das empresas, mas se esses órgãos repressores e fiscalizadores funcionassem, já seria meio caminho andado, mas isso é o Brasil.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Fiscalizar, decidir, gestar em prol do povo - um sonho difícil de vermos realizado. Raríssimas exceções, podem se dar ao luxo de bons serviços prestados. Mais ou menos como "sorte grande"... Perfeitas as suas colocações, Paulo César!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  5. Paulo, querido amigo!
    Quando os órgãos reguladores são flexíveis, em determinados casos, como é esse, tudo parece virar verdadeira bagunça, pois pode haver reincidência, além de não dar em nada: sem punições e sem avanços.
    Amigo, deixei um aviso a todos lá no blog.
    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. Eu estou desencantada com esses serviços .
    Tv paga e outros "uma decepção como tudo neste Pa´s; aqui no RJ é bagunça e nem temos a quem reclamar "não deixam... "reclamações só por telefone! E quem fala contigo é uma voz do Além ...(?
    SKY uma m.
    Ah! nem sei mais do q reclamar é tanta sacanagem!
    Mas "se não pagamos "nome sujo" !
    Beiju amigo ótimo sábado e domingo pra ti.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100