quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O PIB na educação

Não resta a menor dúvida que o Plano Nacional de Educação, aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, é uma bela iniciativa no que se refere a criação de condições materiais para enfrentar e, até, quem sabe, superar aquilo que é uma das maiores deficiências desse país, a educação. O PNE (Plano Nacional de Educação) determina que o país passe a destinar, em até 10 anos, 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a área de educação. Atualmente, apenas 5,1% do PIB é destinado para esse setor. Considerando os investimentos da União, estados e municípios, o novo valor praticamente será o dobro do atual. Essa proposta segue agora para o Senado; depois de analisada pelos senadores e, aprovada pelos mesmos, vai à sanção. Outra importante notícia para a educação, diz respeito ao pré-sal, que destinará 50% de sua renda de tributos para esse setor. A proposta é muito boa, excelente até, principalmente se levarmos em conta o fato de como tem sido tratada a educação por aqui ao longo dos anos. No entanto, muito me preocupa o modo operacional, digamos assim, de como se dará tudo isso. E por uma razão muito simples; a verba que hoje já é destinada para a educação, de algum jeito, como tantas vezes a mídia já denunciou, é desviada para outros setores da própria administração pública e mal aplicada em outros casos. Às vezes, lamentavelmente, em se tratando daquilo que é público, quanto maior o valor, maiores são as tentações dos predadores do erário. Contudo, entendo que, tal iniciativa é muito bem-vinda para o setor de educação brasileira. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário :

  1. Está muito difícil, Paulo César, gerir uma "educação de qualidade" quando sequer os envolvidos, seus gestores, portam-na. Acho que faltaram à aula de Ética. Foram reprovados...
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100