segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A respeito da declaração do ministro da justiça

Aqui no blog, no dia 7 de novembro, fiz uma análise a respeito da questão do combalido sistema prisional brasileiro. Para quem não leu, veja aqui
Foto/ Veja
Passado alguns dias, o ministro da justiça José Eduardo Cardozo, por coincidência, fazia uma declaração que seria destaque na imprensa brasileira. Ao dizer que "preferia morrer" a ter de cumprir uma longa pena em um presídio brasileiro, o ministro reacendeu a discussão em torno do assunto. Tal declaração soou na imprensa como se fosse algo surpreendente ou coisa do tipo. De relevante nessa declaração, entendo eu, talvez seja o fato de ter sido um ministro da justiça a fazê-la. Afinal, a situação precária de nosso sistema prisional é do conhecimento da maioria da população brasileira. Que bom saber que o nosso ministro da justiça também é sabedor da realidade desse problema. Pois bem; em face de sua declaração, apontando para a realidade do fato, nós, sociedade brasileira, gostaríamos de saber: e aí? O que o senhor fará para mudar essa situação então? Pois se nada fizer nesse sentido, terá sido melhor o senhor não ter se pronunciado a respeito. Eu, assim como grande parte da sociedade brasileira, acredito, louvamos a sua atitude em expor o seu pensamento e, abertamente, nessa questão. Porém, depois dessa declaração sua, essa mesma sociedade poderá o condenar por omissão, atente para isso, se nada for feito em relação a essa desgraçada situação em que se encontra o sistema prisional de nosso país. Esse é um problema que não será solucionado da noite para o dia. Sei que requer tempo e muito trabalho. Mesmo assim, os olhos fiscalizadores da sociedade estarão atentos para acompanhar e cobrar as ações do governo em relação a essa questão. Agora é aguardar para ver.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. A verdade é que pimenta nos olhos dos outros é refresco.
    Nosso sistema(?) prisional é vergonhoso,só contribui para o bandido ficar mais bandido ainda.Que se recupera em um cenário degradante assim?Agora estão com esse falso moralismo porque os SEUS foram conenados e devem cumprir uma certa pena(será?Duvido muito!!).HIPOCRISIA PURA!!,eles não estão nem aí..ESTORINHA PRA BOITATÁ DORMIR..

    Beijão,PC!Dani!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho ficado tão indignada com tudo o que tem acontecido que, sinceramente, preciso pedir perdão a Deus várias vezes por dia. Não é só com a injustiça, mas também com a impunidade a quem merece punição. Está tudo uma bagunça, já nem sei mais o que pensar. Abraço PC!

    ResponderExcluir
  3. Olá Paulo,

    Pois é, adianta falar da realidade dos presídios brasileiro, e não fazer nada a respeito.
    O sistema prisional, eu acho que nunca vai ser solucionado, isso é conversa pra boi dormir. Enganação!
    Esse senhor não fará nada, acho que ninguém fará nada. Posso estar sendo pessimista, mas é isso que penso a respeito. A sociedade anda perdendo as esperanças nos governantes. Muito triste tudo isso!
    Beijo amigo!

    Ótima semana!

    P.S: Estou ausente do Face falta de tempo, por isso minha ausência por lá. Mas logo estarei de volta.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá, amigo Paulo César!
    Se por um lado o ministro não entra num presídio para cumprir uma pena, imagina num hospital, num colégio, numa estrada interestadual, andar em rua escura ou nesse nosso trânsito caótico.
    Sua expressão é uma declaração de incompetência não só dele, mas também de todo governo. Seria de admirar que tudo sendo falho, mas o sistema prisional ser referência.

    Quanto à questão da indicação do seu blog para o selo, não se preocupe em postá-lo, pois minha intenção foi simbolizar o reconhecimento pelo excelente trabalho que realiza no blog.

    Eu que lhe agradeço pelas visitas e comentários que muito me imbui de regozijo e engrandece meu trabalho.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100