sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Toma juízo Belchior!

Alguns aspectos do comportamento humano são realmente difíceis de serem compreendidos. O meu sentimento em relação a isso, se baseia, entre outros exemplos, na figura comportamental do cantor e compositor Belchior. Os episódios confusos, estranhos e, até, misteriosos, em que o cantor tem sido protagonista, são dignos de uma reflexão. O que leva alguém com uma biografia tão invejável no cenário musical brasileiro a agir de uma maneira que o coloque envolvido em situações tão constrangedoras? Me entristece bastante o fato de ter que ver um artista da importância dele servindo de inspiração para chacotas e piadas depreciativas das mais diversas. Não faz muito tempo que o Brasil se perguntava; por onde anda Belchior? O sumiço do cantor naquela época foi algo que até hoje não se explicou direito. Agora, mais uma vez, Belchior coloca o seu nome no noticiário de uma forma desagradável. Dessa vez, ele, de acordo com o que tem sido noticiado, está sendo procurado pela polícia do Uruguai. Motivo: uma dívida de R$ 30 mil em diárias que ele fez ou teria feito, em um hotel daquele país. Eu torço para que esse artista de grande talento e história na música popular brasileira tenha a real consciência da sua importância nela. Por isso, deixo aqui o meu grito de protesto; Toma juízo Belchior!
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Nossa essa notícia foi decepcionante! Questão de caráter mesmo!Teria ele também se corrompido?
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo,

    Tudo bem? Venho acompanhando essas notícias sobre o Belchior que há pouco tempo deixou também um carro no aeroporto por meses. Uma pena, pois é um grande nome da nossa música.

    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Oi PC
    Eu tinha ouvido falar que ele fugiu porque estava com medo de avião kkkkk. piada sem graça eu sei. Agora falando sério. Vc tem toda razão, o que leva essas pessoas famosas a terem esse tipo de atitude. Vai entender?
    Bjos. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  4. Belchior esta vivendo as letras de suas musicas. Acho que desceu de idolo para viver o humano, esta aprendendo com experiencias fantasticas. Nao deve ser cobrado por ninguem.

    ResponderExcluir
  5. Respeito mas não concordo com os comentários acima, especialmente o comentário da amiga Célia Rangel. Não sou psicólogo, mas não é difícil deduzir que o comportamento do talentoso Belchior não se trata de caráter, tampouco de honestidade. A mente humana é ainda muito complexa e tem muito a ser desvendada. O que levaria uma pessoa com o currículo de Belchior a macular sua imagem, abandonar carreira, amigos e bens? Não sei. Mas certamente não está relacionado a desonestidade ou caráter.

    ResponderExcluir
  6. Acho que só ele poderia explicar o que aconteceu...

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100