quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Nelson Rodrigues

Foto: Terra
Se vivo estivesse, o escritor, jornalista, teatrólogo, dramaturgo e intelectual Nelson Rodrigues, estaria completando 100 anos hoje. Ele Nasceu em Recife, a bela capital de Pernambuco, mas foi no Rio de Janeiro que fez sua carreira. Foi o mais revolucionário dramaturgo que o país já teve. O homem que amava o futebol e era um apaixonado torcedor do Fluminense, revolucionou a linguagem do teatro quando escreveu a peça "Vestido de Noiva". Em seguida, outros grandes sucessos, inclusive como autor de novelas para a TV Rio e Globo, além da consagração nos livros, teatro e cinema, se somaram com suas prestigiadas crônicas em jornais como O Globo e Última Hora, assim como sua participação constante nas mesas redondas dos programas esportivos de TV. Há quem considerasse ele um pornográfico, louco e reacionário. Até hoje muitas frases de Nelson Rodrigues são repetidas para contextualizar alguns pensamentos. Entre elas podemos citar: "Invejo a burrice, porque é eterna.", "Eu me nego a acreditar que um político, mesmo o mais doce político, tenha senso moral.", “A perfeita solidão há de ter pelo menos a presença numerosa de um amigo real.”, “Há homens que, por dinheiro, são capazes até de uma boa ação.”, “Todo óbvio é ululante.”, “Eu, como artista, se tivesse de escolher um epitáfio, optaria pelo seguinte: aqui jaz Nelson Rodrigues, assassinado pelos imbecis de ambos os sexos.” Essas são apenas algumas das milhares de frases que Nelson criou ao longo de sua vida, em livros, peças teatrais e crônicas. Ele nos deixou aos 68 anos, em um domingo, 21 de dezembro de 1980 e, até hoje, segue sendo contestado por muitos, mas celebrado por tantos. Se bem que, em se tratando de Nelson Rodrigues, não poderia ser diferente, afinal, ele mesmo dizia, "toda unanimidade é burra."
Comentário(s)
2 Comentário(s)

2 comentários :

  1. Mesmo sendo um escritor 'maldito' e sempre abordando o lado mais obscuro da vida, foi um cara muito inteligente e muito aclamado no meio. Já vi alguma coisa dele na TV adaptada, e foi um cara talentosíssimo.

    Um abração pra ti Paulo.

    ResponderExcluir
  2. Paulo, querido amigo!
    O Nelson era uma figura, com certeza. Um dos nossos grande nomes, cujo mote nas letras, era mostrar a 'vida como ela é', escancarar a hipocrisia nas relações afetivas e sociais.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100