quinta-feira, 3 de maio de 2012

Desemprego mantém recorde na Zona do Euro

Com a taxa de desemprego em alta na Itália e Espanha, o índice geral dessa taxa subiu para 10,9% em março na Zona do Euro. Essa dura realidade que assola a chamada Zona do Euro tem sido observada com grande preocupação por todos. Não precisa ser um bom entendedor de economia para concluir que seus reflexos pelo mundo podem pesar negativamente em outras nações.
Reprodução/Veja (Ralph Orlowski/Getty Images)
Para se ter noção do tamanho do problema, observem que, vários países da Zona do Euro já estão em recessão ou prestes a entrar. O que nos leva a crer que, o que está ruim pode piorar ainda mais. Vejo até aqui, baseando-se nas informações que tenho acompanhado a esse respeito, um horizonte temerário em tudo isso, principalmente depois de tomar conhecimento, de acordo com os dados divulgados na segunda-feira (30/04), que a Espanha entrou novamente em recessão no primeiro trimestre. Esses dados são desoladores, eu diria. Segundo eles, a taxa de desemprego no país atingiu 24,1% em março, um nível que não era visto desde 1986. O desemprego também subiu em Chipre, Itália, Holanda e Portugal; ficou estável na Bélgica, Finlândia, França, Alemanha, Luxemburgo e Malta; caiu na Áustria, Irlanda, Eslováquia e Eslovênia. Não haviam dados disponíveis para a Estônia e a Grécia. Enganam-se aqueles que não residem nesses países, achando que é problema deles e que não devemos nos preocupar. Um Colapso total na economia desses países poderia ter seus reflexos em todo mundo. Por sinal, muitas nações pelo mundo já sentem os efeitos dessa crise.
Contato: detudoumpoucominhaopiniao@yahoo.com.br 
Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários :

  1. Olá PCzão meu amigo!
    Sabe qual vai ser o mal dos próximos anos? Acho que vai ser a falta de mão de obra pesada. Daqui a alguns anos todo mundo vai ter uma faculdade ou um curso tecnico e o "peão" que é aquele que muitas vezes faz acontecer, esse vai acabar.
    No Brasil isso ainda vai demorar um pouco, mas vai acontecer...
    Lá na zona do Euro logo logo eles vão estar mandando os imigrantes (inclusive os brasileiros) de volta a seus países.

    Um abração meu amigo!

    ResponderExcluir
  2. Interessante seu comentário, Paulo César! Acompanho via mídia e, com certa admiração ouvi um jornalista afirmando que os europeus não sabem dirigir a crise pela qual passam... Fico apreensiva, pois se até pouco tempo, a moeda deles era muito mais valorizada que a nossa, o estilo de vida, a educação eram exemplos... Se tudo isso desmoronar... o mundo será sim afetado, pois trabalho e finanças adicionam vida, saúde, educação, liberdade, dignidade e muito mais à nós viventes, em geral. O que lemos e vemos é em nada uma perspectiva agradável. Que surjam soluções plausíveis!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Eu até já tenho medo de ouvir as notícias.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100