sábado, 28 de maio de 2011

Segunda maior cidade do pais, o Rio de Janeiro acumula riquezas em grande salto na sua economia

Não se pode negar que a cidade do Rio de janeiro é a cidade com o maior número de investimentos no pais, os números da economia nessa área provam isso. A capital Fluminense que chegou a sofrer com um grande esvaziamento econômico em décadas passadas, se reencontrou com o caminho dos grandes investimentos e vem acumulando riquezas na sua economia. Nesse embalo a cidade brasileira vem atraindo grandes investimentos, principalmente na área dos grandes eventos, só para citar como exemplo, as Olimpíadas e a Copa do mundo, os dois maiores eventos esportivos do mundo, só para citar esses. Por falar em Copa do mundo, nessa sexta-feira (27/05) o Rio ganhou de São Paulo e Brasília a disputa para receber o IBC (sigla em inglês de Centro Internacional de Transmissões), local onde se concentra a imprensa do mundo todo e também por onde é gerada todas as transmissões da Copa. Eu sempre entendi, e aqui sem essa de bairrismo bobo, tolo e imbecil, que o Brasil para entrar na rota do mundo precisaria de um Rio de Janeiro forte, porque é a cidade porta de entrada desse pais, é fato, quem viaja sabe disso. Você pergunta sobre o pais lá fora, o gringo responde com aquele sotaque, Rio de Janeiro, muitos pensam ser a cidade a capital do Brasil. Não importa se somos Paulistas, Mineiros Baianos, Pernambucanos, Cearenses, Paranaense, Gaúchos etc... Todos nós somos ou temos um pouco de carioca dentro de nós. Parabéns ao Rio pelos números obtidos. Agora por um outro lado, assim como é o pais como num todo, não adianta vim a riqueza se a distribuição dela é injusta, o rico cada vez mais rico e o pobre cada vez mais pobre e as mazelas humanas só aumentarem, esse é o dado triste que esses números da economia não mostram, uma triste realidade escancarada pelo pais a fora.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Fala PC,
    GRande matéria meu amigo. É por aí mesmo. Concordo quando você diz que a questão não é bairrismo. Isso já era e só para as pessoas que pararam no tempo é que ficam com essa impressão.
    O fato é que o Rio de Janeiro forte na economia e na segurança, é o cartão postal do Brasil, sem dúvida alguma.
    Um grande abraço e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  2. O Rio pode até estar de parabens pelas obras para os eventos mas não está em todo o resto
    Concordo q o Rio é a porta do Brasil mas como vc disse a divisão de recursos é injusta demais
    Abç PC

    ResponderExcluir
  3. O brazil está a tornar-se muito rico, deu para ver! Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Eu não parabenizo o Rio de Janeiro, quem deveria ter méritos seria Sampa, este sim aqui, se São Paulo parar o resto não anda.Eu não sei o porque esta coisa toda com RJ.Me desculpem não tenho nada contra,mas tambem nada a favor.
    Amigo passei para te visitar e ver as novidades,te desejo uma linda semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100