segunda-feira, 7 de maio de 2012

Paulistanos e cariocas sofrem até com tráfego aéreo

O caos no trânsito é um transtorno infernal nas grandes cidades, isso é fato. Entretanto, para paulistanos e cariocas esse caos não se limita unicamente ao trivial; o caos que já acontece nas ruas e avenidas dessas cidades caminha para se repetir no ar também.
Reprodução
São Paulo e Rio de Janeiro têm as maiores frotas de helicópteros do país e uma das maiores do mundo. É um tráfego aéreo que se avoluma cada vez mais. É duro ter que aceitar, mas penso que essa é mais uma das duras realidades que as grandes cidades terão que conviver. Como nelas o trânsito é sempre engarrafado ao extremo, os que tem alto poder aquisitivo compram ou alugam helicópteros para se deslocarem com mais rapidez. Todavia, moradores dos bairros onde esse tráfego aéreo é mais intenso, são os que mais sofrem. No Rio por exemplo, associações de moradores dos bairros da Lagoa, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico, Gávea, Leblon, Ipanema e Copacabana reuniram 3 mil assinaturas para o movimento "Rio Livre de Helicópteros sem Lei". Os moradores pretendem entregar o abaixo-assinado à prefeitura, Secretaria de Meio Ambiente, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). Em São Paulo e no Rio, andamos com o olhar atento ao redor e no ar também. Me perdoem a ironia, mas viver nas grandes cidades tem sido cada vez mais difícil, sobretudo nas duas cidades citadas, que cresceram desorganizadamente e sem nenhum planejamento, onde a falta de leis e regras mais definidas permitiram esse crescimento desordenado que vemos hoje. Onde vamos parar, sinceramente não sei; se é que vamos parar. Viva o progresso e o caos urbano! Qualidade de vida pra quê, se o dinheiro é o mais importante.
Contato: detudoumpoucominhaopiniao@yahoo.com.br  
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Vivemos num mundo regido pelo endeusado dinheiro e onde vale tudo.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  2. Aqui em Barretos outro dia dois carroceiros brigaram porque um cavalo queria pegar a égua do outro que estava no cio...
    Foi um transtorno no trânsito, hahahahahahhahahahaha.


    Boa semana pra vc PCzão!

    ResponderExcluir
  3. Gente do ceu... o caos está em todo lugar!! É no chão, na terra... tudo... quando não está tudo lotado, está caro, aqui em São Pedro da Aldeia só temos uma empresa de onibus e pagamos 3,80 na passagem daqui, ali... vida de pobre é fogo... rsrsrsrsrs... Bjks

    ResponderExcluir
  4. Paulo, é um caos total o que se transformou o trânsito brasileiro, e futuramente até o ar estará congestionado, visto que as pessoas estão progredindo e ascendendo na pirâmide social, e me lembrou o desenho dos Jetsons, lembra? Aquele congestionamento de naves, bem legal.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Paulo, meu querido amigo!
    É verdade... até nas cidades de interior a coisa está feia. E o caos aéreo também não é de hoje, como vão resolver? Não faço a mínima ideia.
    Excelente pauta que serve como alerta.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100