sexta-feira, 1 de junho de 2012

Diante da política e dos políticos, o meu desabafo

Como é do meu interesse sempre ficar informado acerca de tudo que é notícia, me vejo de modo constante atraído pela necessidade da informação, e nesse caso, embora me penitencie todas às vezes que falo dela e deles, entendo que, a política, bem como nossos políticos, é um assunto do cotidiano do qual não se pode fugir. Observem vocês que, muitos políticos agem como se fossem atores se apresentando em um grande teatro. Suas interpretações são vastas. Entre eles não é difícil ver manifestar-se em cada um os mais variados tipos de personagens. Há os que posam como arautos da moralidade e aqueles que se apresentam como inocentes e injustiçados. A CPI, tão em voga atualmente, para efeito de comparação é um exemplo bem oportuno dessa análise; vejamos: o depoente, aquele que na condição de suspeito ou acusado se apresenta para responder o questionamento dos membros que integram a chamada comissão Parlamentar de Inquerito, de uma forma oportunista, eu diria, como já vimos nesta CPI, é ofendido com todos os insultos, como se muitos dos que o acusam não fizessem parte do mesmo mar de lamas em que se transformou a nossa política, com algumas exceções devo admitir, mas que no entanto, representa uma minoria sem representatividade e força para mudar a realidade da política que há muito se pratica nesse país. Quanto mais essas cenas patéticas nos são apresentadas e, por atores da pior espécie, mais a politica nos enoja. Me desculpem os políticos que são as exceções dentro desse ambiente nefasto e insipiente da política que se faz no Brasil. Sei que existem nomes notoriamente qualificados pela moral e pela ética no bom trato com a causa pública e que se fosse citá-los aqui consumiriam a maior parte dessa publicação, mesmo os considerando como minoria de uma parte boa dos que fazem politica no Brasil, infelizmente para nós. Esse é o desabafo de um brasileiro que, como tantos outros, ao menos tem o direito de falar, gritar, desabafar e transformando em palavras sua indignação, escrever tudo que sente e publicar num blog. Pode não ser tudo, mas já é alguma coisa, quando o desejo que nos invade é de protestar.
Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários :

  1. Amigo PC,tudo bem?
    Nós temos o direito de desabafar,ninguém pode tirar este direito.
    Hoje vendo o jornal da manhã na Globo,vi a palhaçda formada,e eu dei muitas risadas.Políticos com integridade conta-se nos dedos ou ainda pergunto eles existem?
    Amigo o teu desabafo é o desabo de muitos brasileiros.
    Amigo olha o nosso nordeste,o que os nossos irmãos nordestinos vem sofrendo com a seca.Esses srs. não tem olhos para isto?ao invés de baterem boca e disputar cargos,ou competencia.Na qual não vejo ninguem com essas qualidades,me desculpem,falei!!!!.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo,

    Tudo bem? Essa sensação de falta de esperança na política é unanimidade e essa não é burra, mas tolerante e acomodada. Diria que prefere esperar o pior a tentar um ato de indignação coletivo.

    Bom final de semana!

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  3. Emudeço-me, caro Paulo César, diante das aberrações que assistimos advindas daqueles que "nos governam"... Oras, dispenso toda e qualquer autoridade desse quilate! Que berço tiveram? Em que bancos escolares sentaram? Apenas aqueceram o banco... ou aquecem e engordam agora descaradamente suas contas bancárias! Nossa agressão mostraremos (ou pelo menos deveríamos) nos votos depositados ou digitalizados nas urnas em breve! Que não tenhamos nenhum surto de amnésia!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100