quinta-feira, 10 de maio de 2012

Polícia esclarece morte do jornalista, blogueiro e radialista F.Gomes

A polícia do Rio Grande do Norte esclareceu a morte do jornalista, blogueiro e radialista Francisco Gomes de Medeiros, o F.Gomes, como era conhecido por todos, ocorrida em 18 de outubro de 2010 na cidade de Caicó. Segundo a delegada Sheila Freitas, da Divisão Especial de Combate ao Crime Organizado (Deicor), , o comerciante Lailson Lopes, o "Gordo da Rodoviária", o pastor Gilson Neudo Soares do Amaral, e o tenente-coronel PM Marcos Antônio de Jesus Moreira, encomendaram o crime ao advogado Rivaldo Dantas de Farias, que articulou o homicídio praticado pelo pistoleiro João Francisco dos Santos, o "Dão". O assassinato de F.Gomes custou aos mandantes do crime R$ 8 mil. Pelo relato da delegada, os mandantes do crime não gostavam de F. Gomes por causa das denúncias que o mesmo fazia contra cada um deles no rádio. O grupo, que segundo às investigações encomendou o assassinato de F.Gomes, teria feito uma espécie de “vaquinha” para arrecadar o valor de R$ 8.000 e pagar o pistoleiro para realizar o assassinato. No blog de F.Gomes, que ainda é mantido na Internet mesmo depois do crime, acesse aqui o blog, a família postou uma nota, agradecendo o empenho da polícia, promotoria e comarca de Caicó pela elucidação do caso.
Foto: UOL
É sempre lamentável ver um representante da imprensa, assim como tantos outros, ser covarde e brutalmente assassinado por aqueles que pela violência tentam silenciar às vozes de combativos e abnegados profissionais de imprensa desse país. Por outro lado, nos orgulha como brasileiros ver que ainda temos uma polícia que honra seus princípios, cumprindo com seus deveres e obrigações junto à sociedade.
Comentário(s)
2 Comentário(s)

2 comentários :

  1. Revoltante, que continue a haver gente (se gente se pode chamar a estes energumenos) capaz de pagar o assassinato dum seu semelhante para encobrirem as suas falcatruas.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Paulo César:
    - Falar, escrever, cantar, ter opinião e manifestar-se nesse país é ainda uma enorme interrogação. Quietar-se pelo medo é permitir o avanço do cerceamento da liberdade de expressão. É mais uma das muitas arestas da corrupção solta em nosso Brasil.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100