sábado, 9 de junho de 2012

O que vi da vida no Fantástico

O programa Fantástico da Rede Globo de televisão nos últimos anos tem deixado muito a desejar. Só que dessa vez a revista eletrônica mais famosa da TV brasileira me parece ter acertado, afinal, vem dando certo a ideia do quadro, denominado, " O que vi da vida", onde personalidades abrem seus corações e desnudam suas vidas. Além do aspecto emocional, o quadro nos propícia conhecer um pouco mais e de uma forma bem mais pessoal, eu diria, essas personalidades.
Reprodução: Rede Globo
Alguns desses depoimentos foram marcantes no programa, como o de Chico Anysio, comovente e, emocionante, Xuxa, com grande repercussão, por sinal, e o mais recente, feito no domingo passado (03/06/) pelo maravilhoso Paulo Silvino, onde com muito humor, mas também com enorme emoção, contou sobre sua vida, principalmente quando se referiu ao grave acidente sofrido pelo filho, Flávio Silvino. Foi um relato comovente. Sou muito crítico em relação à televisão que se tem feito no Brasil atualmente, o que me deixa muito à vontade para elogiar quando entendo que assim deva fazer. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Enfim algo novo na revista que a um bom tempo deixou de ser tão fantástica, espero que o quadro continue, e também das denuncias que são feitas, assim tendo maior repercussão, já que é uma das atrações principais dos domingos, para alguns, e que esta sempre, sendo comentada nas segundas feiras.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi,Paulo César! A desmistificação de "mitos"... "lideres"... "artistas" em geral é muito bom, pois quem os endeusam terminam por constatar que são humanos como todos nós e que sofrem as mesmas dores, alegrias, sucessos e fracassos que o curso da vida nos impõe.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Pc. Já há algum tempo o Fantástico deixou de ser uma Revista Eletrônica como se denomina, com um conteúdo pobre e nada interessante. Mas gosto das reportagens sobre a natureza e especialmente do quadro citado em seu artigo. Artistas são pessoas comuns como nós, sofrem, tem sua história, seus problemas, e o formato do quadro, um monólogo sobre um fundo neutro, ajuda muito a prender a atenção do espectador. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você amigo PC, o fantástico vem deixando muito a desejar, porém como as opções neste horário são fracas, conseguimos nos prender a este jornalismo, gosto muito quando tem reportagem investigativas que denuncia fraude e corrupções e entendo que este jornalismo da sua contribuição de Cidadania.

    Um Abraço meu Amigo Blogueiro PC.
    http://marcospauloemacao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100