domingo, 10 de junho de 2012

Imprensa defende Flamengo e condena Ronaldinho

Sincera e honestamente, essa espécie de protecionismo que a imprensa vem dando ao Flamengo em relação ao rompimento de Ronaldinho com o clube da Gávea, coloca em dúvida a imparcialidade da mídia no que diz respeito a esse fato. O Flamengo nesse episódio não é nenhuma vítima, o que não quer dizer com isso, seja o Ronaldinho um "santinho". Como pode o empregador exigir obrigações de seu empregado, quando ele (empregador), não cumpri com seus deveres? É fato notório, a própria diretoria rubro-negra agora reconhece, o que antes tentava ocultar de todos, ou seja, que o atleta em questão desrespeitava o clube com seu comportamento nada profissional. Assim como também é fato que, essa mesma diretoria se acumpliciou com os atos antiprofissionais do atleta. Assim o fez quando decidiu fechar os olhos para as atitudes irresponsáveis do jogador. A queda do treinador Vanderlei Luxemburgo ao cobrar um posicionamento do clube em relação ao modo incorreto como o jogador se comportava no elenco é um bom exemplo disso. Só agora o Flamengo vem a público falar desse péssimo comportamento do atleta com o clube? Por favor, não subestimem a inteligência do torcedor.
Reprodução
Não dá para defender o Ronaldinho diante de suas atitudes reprováveis, como de igual modo não se pode isentar o Flamengo de qualquer responsabilidade nesse episódio. Não aceito nenhum argumento que defenda o Flamengo como se o mesmo não tivesse culpa alguma por ter feito a situação ter chegado ao nível que chegou. Proteger o Flamengo e execrar o Ronaldinho é uma situação da qual não compartilho. Para ser justo com minha consciência nesse caso, as duas partes deixaram muito a desejar, clube e atleta. Inocentes aí, só o pobre e apaixonado torcedor rubro-negro. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Oi Paulo,

    Bom dia! Venho acompanhando os textos que a impressa vem publicando em relação ao Ronaldinho e alguns discordo, pois é como se ele agora fosse o anti-heroi. Penso que há muitos erros do atleta, mas determinar inquisição, acho demais.

    Bom domingo!

    Lu

    ResponderExcluir
  2. Todo contrato de trabalho há cláusulas para empregado e empregador. Quando descumpridas, simplesmente há o rompimento. Agora denegrir imagem da empresa ou do empregado é questão de imaturidade e incompetência em gerir sucessos e insucessos por ambas as partes. A ÉTICA tem seu papel e jamais pode ser desconsiderada.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Imparcialidade dos mídia? Isso existe amigo? Se existe eu devo habitar outro planeta. Nem em relação ao Ronaldinho nem em relação a coisa nenhuma.Eles levam sempre o assunto para onde lhes dá mais jeito, ou para onde teem mais preferências. O que até nem é de admirar. Faz parte da condição humana que a pessoa tenha uma preferência por determinada coisa e só os Super-homens são capazes de se desligar disso.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Concordo, a Patrícia A. deixa rolar "bagunça¨¨ indisciplina e tal; como foi na época com o Adriano; os caras também não são bons profissionais, tá provado...Então acaba mal.
    Jogador hoje em dia ganha tanto dinheiro" E acham q estão acimo do bem e do mal, antes não era assim.
    Primeiro é festa, depois vira briga;
    mas é isso que você escreveu no texto, ambos estão errados, chegou num ponto q não dava mais. Se fosse na Europa eles se comportavam de acordo, lá futebol é coisa séria...sei não, mas parece que siM.
    Beijinho; essa é a minha opinião(meio embolada)
    Mery*

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100