sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A tragédia que é a política brasileira

Tragédia; essa talvez seja a palavra mais escrita, falada e repetida atualmente. E motivos para que ela seja tão citada não faltam. Por exemplo: a política brasileira; também não seria uma tragédia? Eu penso que sim. E isso se deve, não há dúvida, em razão da existência de uma grande parte de políticos que sujam e mancham ela. Vejam aí; o senado elegeu, em votação secreta, com 56 votos, um senador denunciado pela Procuradoria-Geral da República ao STF (Supremo Tribunal Federal) por três crimes; peculato, falsidade ideológica e utilização de documentos falsos. Assim, Renan Calheiros, senador do PMDB pelo Estado de Alagoas, retorna a presidência do senado. Cargo que ele já ocupou no período de 2005/2007 e que saiu após renunciar ao mandato para escapar de uma possível cassação por denúncia de corrupção. Eu sei que tem coisas que a lei até pode permitir, mas a moral e a ética deveriam proibir. Como alguns políticos, salvo as exceções, não conhecem o significado de moral e muito menos de ética, fica difícil esperar isso deles. Concordam comigo? Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
9 Comentário(s)

9 comentários :

  1. Concordo com você PCzão! Nossa politica é uma vergonha. E o povo que apóia sempre os mesmos que os roubam é sem vergonha!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Concordo, querido.Os nossos politicos sao uma afronta... Sinto-me envergonhada!

    ResponderExcluir
  3. Plenamente de acordo, meu caro Paulo César! Mais uma vez, serviremos às fornadas, pizzas de vários sabores. Indigestas, por sinal! Que palhaçada!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Paulo César, querido amigo!
    Muito bem colocadas as tuas palavras!
    Sabe? Nem sei bem o que dizer..., quando a indignação toma conta de nós é difícil organizar palavras de forma mais racional...

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia e bom texto, falar disso as vezes
    faz bem e outras da arrepio, mas é nosso
    Brasil né....Então vamos lendo e tentando
    organizar nossas ideias
    tenha um bom domingo
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  6. PC, eu prefiro não expor o que penso, pois seria um comentário com várias palavras de baixo calão, pois minha indignação é absurda, e não creio mais numa solução para a política em nosso país, é de mal a pior.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  7. A única coisa que posso dizer é que a eleição de Calheiros foi algo vergonhoso para a política brasileira, que não tem ética, moral nem brio. Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente, contra essa votação não podemos lutar. Apenas aguardar. O que nos cabe é não eleger essas pessoas para cargos públicos, evitando que cheguem lá. Que é uma vergonha, todos sabemos. E foram os nossos representantes que o colocaram lá.
    (Tenho lido você em silêncio porque penso que não é muito chegado ao estilo do meu blog (rss). Mas suas colocações são fundamentadas e procedentes). Bjs.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100