quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
É impressionante os números da violência contra a mulher aqui no Brasil! Eu diria mais, é vergonhoso. A maioria delas, agredidas por companheiros ou ex-companheiros. No ano de 2009, mais de um milhão de mulheres relataram agressões. Nesse total, 25,9% delas foram vítimas desses homens, que aliais, de homens não tem nada. São covardes, sem capacidade de amar e insatisfeitos com sigo mesmo. Sem qualquer traço de personalidade ou caráter, à não ser, a personalidade animalesca que carregam com sigo. Por questão de educação e respeito aos leitores desse blog, infelizmente, eu não posso citar aqui, tudo que eu penso desse tipo de homem, a não ser, oque já foi citado acima. O IBGE acaba de divulgar no dia de hoje (15/12), novos números da violência que as mulheres são vítimas. Hoje temos a delegacia da mulher, que tem sido importantíssima nessa luta contra esses agressores. Em muitos dos casos, as mulheres acabam se submetendo a esses agressores, por medo de denunciá-los e sofrerem retaliações. A lei Maria da Penha também é um outro instrumento de fundamental importância nessa luta contra esses covardes agressores. Apesar dos tristes dados desses números vergonhosos da violência contra as mulheres, A justiça, nesse campo, tem avançado bastante. Antes era muito pior. Eu sei que falta muito, temos bastante para avançar ainda, mais penso que o caminho está sendo aberto. Agora, não dependerá somente da justiça, a mulher também terá que fazer sua parte. Isso é fundamental. Se agredir alguém, não importa o sexo, já é um crime constituído, com o cidadão tendo que se submeter aos princípios da lei, imagina um crime de agressão contra a mulher. Esses calhordas, covardes e indignos de serem chamados de homens, tem que serem penalizados com toda força e rigor da lei, para que assim, possam talvez se tornarem gente. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
2 Comentário(s)

2 comentários :

  1. Concordo. Apenas com punição é que homens desse nível aprendem, ou pelo menos sentirão medo de realizar estes atos vergonhosos. O povo brasileiro deve aprender a lutar por seus direitos e deixar cair todas essas formas de preconceito, como a superioridade masculina.

    ResponderExcluir
  2. Incrível como a violência doméstica é uma realidade ainda tão presente hoje. É importante que lutemos todos para minimizar esse problema. Muito nobre de sua parte levantar um tema tão relevante. Escrevi um artigo sobre isso há alguns meses. Olha lá. Abração!

    http://marciadenardi.blogspot.com/2010/03/na-postagem-anterior-eu-avaliei-o-filme.html

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100