terça-feira, 3 de abril de 2012

Uso da internet em debate no Congresso

Ilustração: Extra
A Internet passa a ser alvo de debate no Congresso Nacional. A base para essa discussão é uma matéria do Governo, enviada à Câmara Federal e que estabelece o Marco Civil da web por aqui. A primeira reunião para debater o tema, acontecerá na quarta-feira, na comissão temporária da Câmara, que foi instalada na semana passada. A proposta, além de pormenorizar os direitos e deveres de quem usa a Internet no Brasil, pretende também abordar a questão sobre as garantias e princípios para o seu uso. Esse projeto, de número 2126/11, que discorre sobre o Marco Civil da nossa Internet, surgiu da parceria entre órgãos do Governo com especialistas em Tecnologia da Informação (TI). O uso da Internet é cada vez maior no Brasil, mesmo assim, poucos são os que tem acesso a ela. Sou a favor de um projeto que possa disciplinar o uso da Internet, com leis e regras específicas para por ordem na desordem. Porém, é importante ficarmos atentos e vigilantes, para que a aprovação de um projeto que, entese, deva zelar pela ordem no universo online, não venha ser uma camuflada tentativa de censurar os milhares de internautas que, através da web, além de repercutirem sobre os mais diferentes temas e assuntos de interesse da coletividade, também se tornaram vigilantes atentos da população, em todos os seguimentos da sociedade, o que com certeza deve incomodar muita gente. Se é que me faço entender! Que seja sempre bem-vinda, toda e qualquer lei, sempre levando em consideração o interesse da população nesse vasto mundo virtual. Mas, atenção, fiquemos atentos e vigilantes, sempre! Essa é a minha opinião.
Contato: detudoumpoucominhaopiniao@yahoo.com.br
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Oi, Pc! Concordo quando dia que exige atenção a criação e aplicação da lei e consequente aplicação, afinal vejo constantemente tentativas veladas de conservar a censura, como bem colocou no seu texto. Justiça é algo que passa longe do congresso. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. A Internet tornou-se o veículo mais rápido para todo e qualquer pensamento humano. Opressão jamais devemos concordar. Regras e dinâmicas legais para seu uso e democratização da mesma propiciando a todos tamanha possibilidade de aprendizado serão bem-vindas. Inclusão deve ser a tônica com qualidade, velocidade, custo- benefício que se coadune com a nossa realidade financeira. Jamais exclusão. Congregar sempre ideias, movimentos, articulações políticas, informações, aprendizado e muito mais! Fiquemos atentos e plugados aos "detentores das leis"...
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá PCzão tudo bem?
    Rapaz realmente a internet não está chegando a todos os lares e mesmo assim somos um dos paises que mais acessam a rede no mundo.

    Bela postagem amigo!

    ResponderExcluir
  4. Oi Paulo,
    Concordo integralmente com você.
    O uso da internet merece ser disciplinado, com regras legais que definam direitos e deveres, mas sem infringir ou macular o direito
    à livre manifestação dos internautas que estão participando ativamente na cobrança de posturas que resguardem os interesses dos cidadãos.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Isto está complicado amigo. Estamos num momento de muita
    agressividade e pouco respeito pela vida. Aqui em Portugal
    entre famílias matam-se muito, por coisas mesquinhas.
    Tenha uma boa Páscoa.
    Um beijinho
    Irene

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100