quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Os alertas da natureza

Foto: Terra
A semana vai terminar com a natureza dando alguns recados e um alerta aos nossos governantes. Foi exatamente o que ficou evidenciado com as fortes chuvas com grandes rajadas de ventos que atingiram as capitais, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Manaus. Trago esses exemplos aqui e os deixo como alerta. Diante das grandes tragédias climáticas de anos anteriores, com inúmeras pessoas mortas e desabrigadas, eu pergunto, como o Brasil se preparou, se é que se preparou para enfrentar um verão onde esses fenômenos climáticos das grandes tempestades são tão comuns? Muitas são as tragédias que se repetem ao longo dos anos. A mais recente deixou seus rastros de horrores ao povo da Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, onde o número de mortes passou de mil e muitos corpos não foram encontrados. É bastante óbvio que evitar esses fenômenos é impossível, foge ao poder do homem, mas se preparar para eles é possível. Evitando assim, as tragédias e minimizando os danos. Dessa maneira, se evitará a morte de muitos, principalmente os mais carentes. Vários são os países que tem boas políticas de prevenções nessa área de danos causados por fenômenos climáticos, com medidas que evitam números catastróficos de vítimas fatais. Não podemos evitar os danos produzidos por fenômenos climáticos, porém, é possível minimizá-los. Dessa maneira, vidas serão protegidas. O verão está prestes a chegar e lamentavelmente, ao que tudo indica, nos depararemos com as mesmas situações e veremos, Deus queira que não, as mesmas tragédias. Esse é um sentimento que tenho e que espero, não se confirme.
Comentário(s)
9 Comentário(s)

9 comentários :

  1. Paulo César, é por isso que lhe admiro muito, pois é culto e bem atualizado com o que se passa no Brasil e no mundo.
    Cara, aqui, em Manaus, segunda e terça-feira foram mesmo dias muito trágicos e não foi somente na periferia, não. O epicentro do vendaval foi mesmo o centro da cidade: árvores caídas nas ruas, nas casas, nos carros e nos fios elétricos; casas destelhadas, postes caídos e etc., parecia consequência de uma furacão. Realmente não estamos preparados para enfrentar os efeitos de nossos descasos com a natureza, não.

    Parabéns pela matéria perfeita e pertinente!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Hi Paulo,
    Good to be here.
    Nice to note that you concern for the people and want to create an awareness among people about the coming calamity the great global warming.
    We need to do lot of things in this regard.
    Yes, our earth and its resources can play a vital role in controlling the global warming and the destruction. Trees too can play a role in this regard. I have posted a blog in this regard.
    Keep inform
    Would like to visit again
    Best regards
    Philip

    ResponderExcluir
  3. É Deus queira que nao aconteca nada de grave. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. É Deus queira que nao aconteca nada de grave. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Enquanto não houver conscientização popular e governamental,infelizmente tragédias mais que anunciadas voltarão a acontecer.
    Tudo é uma questão de educação ambiental e de responsabilidade cidadã.
    Não se deve ocupar encostas,não se deve entupir boeiros,não deve jogar lixo nos rios,e o povo precisa estar atento a isso,porque é o lado mais fragilizado por causa da permissividade covarde desses péssimos gestores públicos que têm o dever educar e fornecer locais dignos para a população,é o básico.

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir
  6. É verdade,PC,o verão se aproxima e o terror aumenta.E a gente fica em frente a televisão horrorizado com essas tragedias,esperando acontecer uma próxima ou com a gente.
    Até quando né?
    Obrigada por passar no blog e deixar tua opinião,podia ter escrito bem mais como disse lá...rsrs,o 4 por 4 era para isso mesmo,e como acabou seria bom aproveitar o máximo de todos os debates.
    Bom fds,bjka

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente nossos governantes estão apenas voltados para a Copa do Mundo, gastando rios de mais rios de dinheiro, e as Olímpiadas. O básico está sendo deixado de lado, ficando para depois.

    Lembro que o incêndio ocorrido na Cidade do Samba recebeu uma quantidade de verba emergencial do que a população serrana do rio, pq envolvia além do lado cultural a parte financeira da cidade, mas entre a vida e uma festa escolho a vida, mas não é assim que a maioria dos políticos pensam.

    Em Pernambuco teve uma cheia devestadora na cidade de Bezerros, zona da mata, quando aconteceu o fato até Lula e Dilma apareceram falando que iriam ajudar a rescontruir, mas o tempo passou e pouca coisa de fato mudou, ainda existe gente morando em barracas em campo aberto. Absurdo.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Oi, Paulo, o cara aqui acima, Kiko"...disse quase tudo que eu queria dizer, não tenho vindo aqui porque estive doente, mesmo assim escrevi hoje no meu post...sobre as manifestações da Natureza, estamos sintonizados, de alguma forma.
    bjusssss

    ResponderExcluir
  9. Desde 1500 que os brasileiros vem desmatando nossas florestas sem trégua.
    Soma-se a isso o descaso do poder público e a falta de educação crônica da população.
    O resultado é a repetição de tragédias como essa todos os verões no país inteiro, infelizmente.
    Abraço, Paulo Cesar.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100