domingo, 18 de dezembro de 2011

Das novelas ao Big Brother, a TV na visão de Boni

Foto: UOL
José Bonifácio de Oliveira Sobrinho é o maior e mais entendido homem de televisão desse país. Para quem não sabe, Boni, como é mais conhecido, foi quem transformou a Rede Globo de Televisão numa das maiores emissoras do mundo. Estabeleceu na emissora carioca, o que ficou conhecido como, o padrão Globo de qualidade. Boni acaba de lançar um livro onde narra importantes fatos durante o tempo em que foi o todo-poderoso da Globo. Um grande exemplo, a meu ver, da grande genialidade do Boni está numa entrevista concedida ao apresentador Amaury Jr. da Rede TV. De forma brilhante, como sempre, Amaury pergunta ao Boni: "Se ainda estivesse na Globo, você não faria o Big Brother Brasil"? A resposta do Boni: "Eu compraria o programa, até para que a concorrência não o pegasse e me criasse problema com a audiência. Mas eu esconderia o BBB... colocaria assim lá pelas cinco da manhã". O sempre talentoso Amaury Jr ainda insiste: "Mas então do que você não gosta no BBB?". Na sua resposta, ele disse não achar o formato do programa interessante. Boni não poderia ter sido mais sincero do que foi, afinal, o seu filho, Boninho, exerce o cargo de diretor do BBB (Big Brother Brasil). Em relação à TV que se faz hoje, Boni foi direto e objetivo ao dizer que "a televisão ficou um pouco fria. Mesmo as novelas, embora continuem criativas e bem produzidas, perderam aquelas cenas longas e emotivas". Como simples telespectadores que somos, sem o conhecimento profissional que o Boni tem, percebemos que programas como " A fazenda", "Big Brother" e outros Realitys Shows que seguem esse mesmo formato, nada acrescentam a qualidade da televisão brasileira, por serem pobres de conteúdo, apelativos ao extremo e de profundo mau gosto. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Paulo, tudo bem meu amigo?
    É inegável que o cara é inteligente, mas para o bem... ou para o mal...
    Excelente pauta, como sempre!
    Grande beijo e ótimo domingo :)

    ResponderExcluir
  2. Opinião que compartilho totalmente com você.

    paulo querido. Hoje eu queria te agradecer, pelo carinho, pela amizade, pela sua presença e por sempre me fazer tão bem. Hoje sou eu quem te digo: Um beijo nesse seu coração lindo. Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Paulo! Concordo - Boni, o pai da TV - genialidade indiscutível no que fez! Agora, que essa "telinha" pouco acrescenta em nossas vidas, raríssimas exceções feitas, também outra grande verdade! Infelizmente um alto poder de transformação de mentes e fonte inesgotável de transmissão de saberes, entregue em mãos essencialmente comerciais que visam lucro, audiência de puro consumismo e invalidação de valores familiares. O capital mais uma vez na supremacia humana! Quem tem competência de avaliar, desliga e lê um bom livro! Talvez, por essa razão mesmo o Boni escreveu um livro!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Olá, querido Paulo Cesar,

    Não dá para tirar o mérito desse senhor, Boni! É realmente bom em seu trabalho...

    É fato que os programas de TV, que hj(e de muitos anos para cá) têm pouquissimos pontos positivos, ahhhh, tem! Eu deixei de assistir canal aberto há muitos anos... muitos anos mesmo!!! Aliás, para falar a verdade, até canal fechado tenho assistido pouco. As notícias do Brasil e do mundo eu leio e vejo pela internet e os filmes que tanto amo, só em cinema, DVD ou baixados. Ótima postagem... com as séries, sigo a mesma linha, buscando pela internet ou assistindo pelos canais fechados!

    bjs JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  5. O que falar diante das palavras deste gênio?.
    Não gosto do BBB,da Fazenda, além de outros.Mas não deixo a Globo de lado nem a pau!.Nem uma outra emissoar tem o porte que ela tem.
    Você como sempre nos informando e dando suas opiniões maravilhosas.
    Ah!ainda não vou te desejar um feliz natal.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Não vejo esse tipo de programa, porque nada tem para acrescentar. Mas assisto novelas e percebo que, realmente, as interpretações não apresentam emoções capazes de sensibilizar. E está havendo, também nelas, excessos que não correspondem à realidade e que podem influenciar, equivocadamente, incautos.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Tens razão, Paulo, a TV Globo não seria o que é hoje se não fosse o Boni. Mas quanto ao BBB, acho que ele deveria se reciclar um pouco... rsssss... não que eu goste, não é isso. Mas se formos acompanhar a tv paga (que em tese teria melhor programação) salvo as especializadas em filmes, alguns documentários e séries, tudo, mas tudo na programação são realitys shows! Claro, não no formato BBB, mas sempre retratam a vida "real" de alguém.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100