quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Nordeste: drama da seca longe do fim e mundo sofrerá

Problema de gestão nas obras da Transposição do Rio São Francisco leva o governo, a preparar um novo projeto de irrigação para o semiárido nordestino. Pelo menos foi o que ficou entendido nas palavras do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, ao falar na capital baiana, (Salvador), que a Pasta prepara um novo projeto nesse sentido. "Até o fim do mês, o programa deve estar pronto para ser anunciado", disse o ministro, que projetou o início do projeto para março. Todo custo está estimado em R$ 10 bilhões.
A solução para a seca no Nordeste é um assunto que não é de agora. Já que estou falando em seca, aqui fica um alerta: Estados Unidos e vários países de grande população enfrentarão uma ameaça crescente de grave e prolongada seca nas próximas décadas. O fenômeno criará um ambiente mais seco em todo o planeta nos próximos 30 anos. O resultado do aumento das temperaturas, combinado com a mudança climática, provavelmente será o motivo para tal mudança. Essa afirmativa é do cientista Aiguo Dai, coordenador do estudo e das projeções. De acordo com ele, existe a possibilidade que em certas regiões a seca alcance proporções incomuns e até mesmo nunca vistas na era moderna. O estudo tem como base 22 modelos climáticos virtuais, um amplo índice de medidas de condições da seca e uma análise de estudos já publicados. Eu pergunto aqui: alguém duvida desse estudo realizado pelo cientista aqui mencionado? Penso que não. E a razão para crermos nesse fato é simples, o homem está destruindo o planeta. Os efeitos climáticos já são sentidos, e muito mais sentiremos. Quanto ao Nordeste, antes de mais nada, penso que a população dessa importante região deva participar desse e de qualquer outro projeto nesse sentido. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Bom-dia, amigo Paulo César!
    Esse problema da seca no Nordeste é realmente crônico. Dizem que, na famigerada seca de 1877, Dom Pedro II chorou e prometeu vender até a última joia da coroa para ajudar os flagelados, mas, na prática, nunca foi feito algo que pelo menos amenizasse o sofrimento do nordestino.
    Eu sou imigrante provocado pela seca. No período de estiagem, o sofrimento é muito intenso. Não há a quem recorrer, muitas vezes, recorre-se às crenças, mas debalde. É muito triste ver os animais fenecerem por falta de alimento e água.
    Faz-se um plano de socorro com frente de trabalho por parte do governo com um salário simbólico, mas a carência de água praticamente não há solução. Fazem poços, mas a água é salobra, portanto, não é potável. As cidades são abastecidas com carro-pipa, que, quando chega, provoca tumulto com todos tentando retirar seu balde d'água.
    Desde pequeno, senti-me que não nasci para viver ali, assim, com esse sofrimento.
    A demagogia governamental é que impera nesta situação. A crença é de que não resolvem o problema da seca porque isso rende muitos votos com a promessa de solução. O governo Lula até começou a obra de transposição do rio São Francisco, mas ninguém fala mais nisso. Talvez esteja parada porque, o que foi desviado mesmo foi a verba.

    Muito bom artigo. Identifiquei-me com ele.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Moro no Nordeste, em Pernambuco, e desde que me entendo por gente que esse problema tem se agravado, e agora com o acirramento do efeito estufa, creio que a coisa só vai piorar mais e mais, mesmo com a transposição do São Franciso que não vai abranger toda a totalidade desta área.

    Abração pra ti PC.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Paulo! Suas inteligentes colocações, redundante isso, leva-me a contemporizar o quanto de verba já foi destinado para isso e nunca encontraram a solução! Quantos "bolsos" e "contas bancárias" avantajaram-se sem nenhum problema de seca "monetária"!? Para mim nisso há uma rentabilidade imensa... Enquanto isso, vamos poluindo e degenerando o ecossistema com nosso egocentrismo onde uns têm suas piscinas particulares, fazem meditação matinal "varrendo as calçadas das ruas" com água potável... em detrimento de muitos que não a têm para hidratar-se! Um problema que se arrasta!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Quem sabe um dia os homens aprendam a conviver,observar e respeitar a natureza.Que os políticos realmente se sintam sensibilizados e solucionem a situação Aí quem sabe um dia os nordestinos não convivam mais com essa triste realidade como a seca e miséria.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100