sábado, 26 de maio de 2012

Nova bolsa de valores e as nossas velhas necessidades

Na crescente economia brasileira vários investimentos para o país têm sido atraídos. A bolsa de valores, a propósito disso, é um termômetro que constantemente mede a temperatura de uma economia. Os negócios em renda variável (ações), dependendo das condições econômicas do mercado financeiro, sempre são acompanhados com grande atenção e tensão por quem está atento a ele. Por falar em bolsa de valores, aliás, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) receberá, ao que tudo indica, nesse mês de junho, da companhia americana Direct Edge o pedido de registro para sua operação no Brasil. É óbvio que os americanos melhores do que ninguém sabem a hora de investirem, como investirem e onde investirem. Para quem não sabe, a Direct Edge pedirá em junho à CVM, aval para poder operar uma nova bolsa de valores no Brasil.
Reprodução
Pelo que se anuncia até aqui, a nova bolsa, que terá sede no Rio de Janeiro, poderá, em recebendo aval para funcionar, entrar em operação até o final desse ano ou início do próximo. Com a possível chegada da Bolsa de Valores do Rio de janeiro, uma pergunta ainda não tem resposta, por sinal, é justamente isso que avaliará a CVM, se o mercado brasileiro comporta mais bolsas de valores. Bom, para encerrar, uma provocação: não sei dizer se o Brasil precisa ou não de mais uma bolsa de valores, mas o povo brasileiro certamente sabe do que mais necessitam nesse país para viverem. Que tal educação de qualidade, saúde pública que funcione e uma polícia bem equipada e melhor preparada para nos proteger; que tal, hein?
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Paulo, meu amigo!
    O teu questionamento no final foi oportuníssimo e concordo! Vamos ver então se essa nova bolsa trará algum benefício a economia do país.
    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Tapete vermelho para sua reflexão, Paulo César! Destaco: ..."Bom, para encerrar, uma provocação: não sei dizer se o Brasil precisa ou não de mais uma bolsa de valores, mas o povo brasileiro certamente sabe do que mais necessitam nesse país para viverem. Que tal educação de qualidade, saúde pública que funcione e uma polícia bem equipada e melhor preparada para nos proteger; que tal, hein?" Excelente! Com certeza se na Bolsa de Valores couberem "os protegidos" em ano eleitoreiro... ah! não pensarão duas vezes! Baterão o martelo do SIM!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Oi Paulo,

    Tudo bem? De forma geral, o brasileiro que sempre foi receoso a investir na bolsa está aumentando o nível de risco. Penso que as mudanças na poupança permitirão ampliar esse base de negócios.

    Excelente texto!

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pc, tem razão. Com tantas áreas carentes de investimento e atenção por aí, não sei se investir em uma nova sede da Bolsa de Valores é a melhor opção. Mas o povo é o último na escala de prioridades do governo, sempre. Um abraço!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100