segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Atenção BBB: maus-tratos a animais é crime

Não assisto o programa Big Brother Brasil; e por varias razões. Mas esse não é o caso. Não quero discutir se o programa é bom ou ruim. Outra hora, em tendo oportunidade; posso falar a respeito. Entretanto, mesmo sem assistir ao referido programa, atração noturna da Rede Globo de Televisão, fiquei profundamente chocado e revoltado com a declaração de um dos participantes desse Reality Show. Se de fato corresponder a verdade o que disse o Dhomini, um dos participantes do BBB 13, e que revoltou muita gente; ele, nada mais é, entendo eu, que um ser desalmado e sem coração. Segundo o próprio declarou; arrancou todos os dentes do seu cão com um machado após receber uma mordida do animal. Leia aqui a respeito. Maus-tratos a animais é crime previsto em lei. A pena pode render detenção de três meses a um ano e multa. Se esse fosse um país sério e exemplar no que tange a observância das leis, o senhor Dhomini, depois dessa declaração deveria ser convocado para dar explicações à justiça. Fica aqui o meu registro de revolta e protesto com esse fato. A propósito disso, a emissora por sua vez deveria também se pronunciar e tomar uma atitude em relação a isso. Imaginem se um dos participantes desse programa declarasse ter cometido um ato de atrocidade contra uma pessoa e ainda assim permanecesse nele. Seria algo inaceitável; concordam? E uma maldade contra um animal, do tipo citada pelo Dhomini, é aceitável? Com a palavra a direção do programa, a emissora e as autoridades judiciais.
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Lamentável a TV dedicar nobre espaço a isso... Realmente, o programa em questão não merece destaque. Agora, a Sociedade Protetora dos Animais, tem obrigação moral de atuar investigando a veracidade dos fatos.
    Abraço, Célia

    ResponderExcluir
  2. Ele é um monstro e merece ser punido, PC!

    ResponderExcluir
  3. A pessoa perde a oportunidade de ficar calada, mal sabe ele a repercussão que essa declaração esta causando aqui na nossa realidade.Agora eu te pergunto, se fizerem isso com ele, ele iria gostar?

    ResponderExcluir
  4. Oi PC
    Eu também não assisto ao BBB, mas tenho acompanhado o fato em questão no facebook, e acho um absurdo, nem sou uma protetora dos animais assumida, mas nem precisa ser para saber que o cara tá muito errado, mas como é rico, vai ficar impune, com certeza.
    Bjos. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Pc. Confesso que acho que houve exagero da parte do Dhomini, afinal, se ele arrancasse os dentes do cachorro com um machado o animal não teria sobrevivido...mas de qualquer forma, só de falar uma coisa dessas já soa um tanto quanto chocante. As pessoas precisam aprender a medir suas palavras e sobretudo, suas atitudes. Animais merecem respeito, afinal somos nós os seres racionais. Um abraço!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100