sexta-feira, 17 de maio de 2013

Essa é a minha opinião

Eu vou parabenizar e aplaudir de pé, diga-se de passagem, o parlamentar desse país que tiver a coragem de propor e lutar para que o voto obrigatório seja derrubado. Depois das lamentáveis cenas protagonizadas em plenário por dois deputados durante a votação da MP dos portos na câmara, estou mais convicto ainda disso. O fim do voto obrigatório não é visto por mim como um ato de quem não queira votar simplesmente. Mas de protesto acima de tudo. Me perdoem os que defendem o contrário, mas deixar de votar é sim e também, entre outras, uma das formas do eleitor se insurgir contra aquilo que não lhe agrada. Entretanto, como vemos, o voto obrigatório faz esse protesto se colocar contra ele. A nossa democracia não reconhece essa maneira de protestar do cidadão. Para não ser punido por isso, ele se ver obrigado a ter que explicar com justificativas que não trazem ao país a razão objetiva e muito menos uma reflexão a respeito do porquê de não ter votado. Se não fosse obrigatório, os políticos teriam um comportamento diferente em relação ao nosso voto. Eu tenho a mais perfeita consciência que isso não levará a criação de uma nova mentalidade política nas pessoas. E quando falo em pessoas, não me refiro aos políticos somente, mas ao eleitor em especial. Uma nova consciência política não nascerá dos novos políticos que surgirão, porém, sobretudo dele, o eleitor. O fim do voto obrigatório não é solução para melhorar a política e os políticos. É parte importante de um processo democrático que precisa existir. Só a partir dai que se poderá discutir a relação entre político e eleitor dentro do contexto eleitoral. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Paulo César!
    Faço coro com você em seu argumento! Chega de opressão, de escravizar-nos também ao voto para garantia de polpudos salários para uma corja que em nada altera nosso dia a dia. Chico fez "Apesar de você", em tempos difíceis, mas que é atual: ..."Hoje você é quem manda/Falou, tá falado/Não tem discussão/A minha gente hoje anda/Falando de lado/E olhando pro chão..."
    Precisamos tirar nosso 'olhar do chão' e voltá-lo para a dignidade cidadã.
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  2. Faço minha as suas palavras, e concordo contigo, realmente essa imposição que nos é colocada como exercício de cidadania é algo incompatível com os dias nos quais vivemos, onde se apregoa tanto a democracia, e no entanto, somos 'obrigados' a sair de nossas casas e votar em candidatos no qual não inspiram nenhuma confiança. Já está na hora desta ditadura ruir e sermos livres para votar ou não.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,tbem concordo com você, eu gostaria
    que o voto fosse apenas pra quem quisesse,não
    fosse obrigatório, , se não votar temos que pagar multa
    e assim vamos colocando por falta de opção pessoas
    que não tem capacidade de fazer um Brasil melhor
    Abraços
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  4. Estou de pleno acordo. Votar há que ser um direito e não um dever sujeito a punições em caso de descumprimento. Até os políticos, nas votações do Congresso, onde, como representantes do povo, haveriam, em meu entender, que se manifestarem sobre qualquer medida que esteja sendo submetida à apreciação, podem se abster de votar. Uma incoerência! Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Oi PC
    Como sempre vc trazendo assuntos atuais e pertinentes a nós brasileiros! O voto obrigatório já foi abolido em vários países, porque não aqui no Brasil? Pelos motivos que vc bem expôs meu amigo.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Brasil ainda é um país de fábula.O povo tem os políticos que merecem,né?Olha que estão lá:Sarney,Renan,Collor,Barbalho..Enquanto o congresso estiver infestado de ratos tudo se contamina..principalmente,a democracia.Ainda vivemos no tempo do voto cabresto.

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100