terça-feira, 14 de dezembro de 2010

POLICIA NA TV, O REALITY SHOW DA VIDA REAL
Sem querer fazer nenhum trocadilho, o caso é o seguinte, o Bope da ibope. A rede Globo de televisão, que não altera sua grade de programação por qualquer razão, quebrou sua regra, durante as operações policiais no complexo de favelas do Alemão e da Penha, no Rio de Janeiro. Nos dias cruciais, numa quinta, sexta, Sábado e no domingo, a emissora dedicou quase todo o dia de sua programação a essa cobertura. Por várias vezes, separou a sua emissora carioca da rede, levando uma programação nacional normal, mais com flash ao vivo nos intervalos e telejornais. Já para o Rio, a cobertura era total. Acreditem vocês, fato raro em toda existência da Globo, teve um dia entre esses que eu citei acima, que a emissora ficou quase nove horas direto, sem intervalos comerciais, focando o fato sem pausa. Como o Bope deu Ibope! O ex. capitão do Bope, Rodrigo Pimentel, agora comentarista de segurança da emissora, foi quem mais apareceu na telinha da Globo. E essa tendência, de através de ações policiais, se obter bons e excelentes índices de audiência, parece ser o novo file das emissoras, principalmente se levarmos em conta, a violência nas nossas grandes cidades. Em São Paulo, Band e Rede TV, exploram o cotidiano da vida real policial para mostrar a nossa realidade. Na Band, é o polícia 24 horas e na Rede TV, o operação de risco. Os dois programas com bons índices de audiência. Não se assustem se qualquer hora dessas, contratarem o Bope para ser atração de TV! Quando tentam espetacularizar oque a realidade nos impõe, a notícia passa ser show para audiência de TV, até ser sugada e desprezada palas próprias. A notícia tem que ser objetivo, a serviço da coletividade, a audiência tem que ser consequência. Isso não é uma crítica, até porque, na minha visão, o jornalismo, seja ele de que setor for, tem desempenhado papel importante no nosso dia dia. Essa minha análise no geral, é uma observação que faço sobre oque ocorre atualmente nesse Reality Show que se torna a polícia, que parece ser as vezes, produto da televisão.
Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário :

  1. É curiosa essa sua opinião até porque tudo que toma conta da mídia realmente parece virar um produto da mesma. De um certo modo, é como se pudéssemos dizer que é a mídia que toma conta de tais fatos e personagens e envolve os mesmos em uma teia para que manipule suas extensões.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100