segunda-feira, 27 de junho de 2011

2.500 Crianças ameaçadas pelo tráfico vivem sob proteção no Brasil

Matéria do jornal O Globo (26/06) revelou uma triste e preocupante realidade no país, mais de dois mil meninos e meninas vivem protegidos por ONGs e prefeituras, depois são entregues para centros de recuperação distantes de suas casas. 516 Jovens ameaçados estão no "Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte" (PPCAAM), programa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. Esse mesmo programa, segundo a publicação, ainda tem 876 familiares sob risco de morte, pelo motivo de terem parentes ligados ao tráfico de drogas, exploração sexual ou com grupos de extermínio. Segundo O Globo, entre aqueles que estão na responsabilidade do governo através do programa federal, 57% têm envolvimento direto com o tráfico de drogas. O perfil desses jovens, segundo a publicação é essa: 70% são negros, 60% têm o ensino fundamental incompleto, 63% vivem com renda familiar inferior a um salário mínimo e 80% têm entre 13 e 17 anos. O Programa de "Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte" (PPCAAM) está presente em 11 Estados brasileiros, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Distrito Federal, Pará, Pernambuco, Bahia e Alagoas. Essa matéria do Jornal O Globo nos expõe a uma realidade assustadora, dramática e cruel. E oque é pior, não vejo uma luz no fim desse túnel. Essa luz não aparecerá enquanto nesse pais continuar se combatendo o problema e não a causa.

Fonte: O Globo
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Esse é um problema grave, muitas crianças estão perdendo não só a infância, mas suas vidas e vejo que os cuidados do Governo ainda é insignificante.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Triste mesmo! Sem palavras! Como é que existem estas coisas, pá! Não deviam de existir! Abraço

    ResponderExcluir
  3. od programad de proteção do governo anda são inuteis. Deviamos usar o exemplo de paises como os eua onde os programas de proteção são excelentes....obrigado ela visita querido. volta lá que tem postagem nova !

    ResponderExcluir
  4. Tristes realidades. Gostei do seu blog, a partilha de notícias é sempre muito bem vinda.
    Um abraço
    oa.s

    ResponderExcluir
  5. Paulo, tudo bem?
    Concordo totalmente com tua tese: devemos combater as causas e não as consequencias.
    E por aqui, nesse imenso país, temos milhares de crianças sem proteção, e as que têm, essa é questionável. Será eficiente?
    Grande abraço, amigo! Ótimos dias próximos!

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. É assustador e para onde caminha as nossas crianças e jovens?
    Mas eu tenho uma opinião,a campanha da natalidade seria muito bom também.
    Menos tem condições,mais coloca filho no mundo,sei lá mas nem tudo o governo tem culpa.
    Sabemos que no nordeste, os próprios pais colocam suas filhas menores de 14 anos para se prostituir em troca de trocados para sobreviver.A coisa é feia e triste,algo tem que se fazer e rápido.
    Um abraço querido amigo,vc é muito 10 nos fornecendo a cada dia notícias e informações precisas e atualizadas.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente esse problema,parece não ter mais fim.É ausência de tudo de família,amor,governo..só Deus por esses pobres inocentes,vítimas de uma política que beneficia poucos.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100