segunda-feira, 13 de junho de 2011

No RJ, protesto, prisão e liberdade dos Bombeiros

FOTO: G1
O pais acompanhou a situação do Corpo de Bombeiros do Rio de janeiro, passando pelo protesto culminando com a invasão e a ocupação do quartel central da corporação, a prisão e por fim, a liberdade dos 439 Bombeiros detidos. Na minha visão a questão foi muito mal conduzida pelo governo do Rio de Janeiro. Houve exageros das duas partes, não há como negar, tanto Bombeiros como autoridades do Estado erraram, a meu ver. Na minha visão o protesto foi legítimo e o mérito não se discute, a forma como ele foi feito, é que não foi correto. Mais mesmo assim a população parece ter apoiado a causa dos Bombeiros, era visível isso. Mais esse apoio do povo aos Bombeiros não é nenhuma surpresa, em qualquer pesquisa que se fizer os Bombeiros aparecerão como uma das classes mais queridas e respeitadas pela população desse pais, não há dúvida disso. O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro é o mais antigo do Brasil e um dos piores salários ou pior. Não pode um Estado tão rico como o Rio de Janeiro pagar tão mal assim ao seu Corpo de Bombeiros. É inadmissível, e oque é pior, tratados como criminosos, como vimos na invasão pelos policiais ao quartel central e a posterior prisão. Mesmo com um protesto feito de forma errada, a meu ver, isso não serve de justificativa para tal tratamento com os soldados do fogo. É por isso que defino assim, as duas partes erraram. Erraram as autoridades estaduais na forma de conduzir a coisa, como também erraram os Bombeiros pela forma como foi realizado o protesto. Os Bombeiros têm toda e total razão no seu protesto e no mérito dela, a forma como tudo isso ocorreu, é que não me pareceu muito racional. Contudo, os Bombeiros terão sempre o nosso carinho, respeito e total apoio, sempre.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. O governador do Rio, em entrevista falou claramente que os bombeiros eram vândalos, e isso me revoltou, até porque e uma das poucas classes profissionais que tem o apoio total da população, e são tratados como vagabundos pelo Estado quando estão cobrando melhores condições de trabalho. Vagabundo é esse governador. Revoltante Paulo Cesar.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia PC,
    Essa história virou febre nacional nos últimos dias. Na minha opinião, andam confundindo democracia, liberadade de expressão, com baderna. Muitos estavam ali para "zoar o barraco" mesmo e mereceram ir pro chilindró!!! Muitos foram os famosos "Maria vai com as outras" e caíram numa armadilha política.
    Evidente que é uma corporação acima do bem e do mal e merece todo o respeito por parte do Governo e da população. A população os respeita, já os governantes...........
    Mas como em todos os setores da sociedade, existem os bons e maus intencionados. No caso dos políticos, a grande maioria é mal intencionada. No caso dos bombeiros, os maus intecionadas são em número bem pequeno.
    Grande abraço e ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Por um lado gosto dos protestos por outro não. Gosto dos protestos porque é uma forma das pessoas dizerem que estão a viver mal ou acham mal uma determinada lei ou assim... Por um lado não gosto porque gera muita confusão e pode levar a mortes!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Espero que se ache um meio sensato para solucionar toda essa situação deplorável.Tem de haver um consenso entre ambas as partes.A população precisa do trabalho heróico dos bombeiros e esses,precisam ser remunerados dignamente.O governador Sérgio Cabral,infelizmente se exalta sistematicamente eu seus discursos,e só faz piorar a situação que já está crítica.Qual trabalhador gostaria de ser tratado como criminosos?Perdeu a oportunidade de ficar caladíssimo e fazer o que lhe cabe enquanto governador,não ficar querendo aparecer..

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100