sábado, 20 de agosto de 2011

Saúde pública, que democracia é essa?

Pelo amor de Deus para os que acreditam em Deus ou pelo menos pelo amor ao próximo, caso não tenham nenhuma fé convicta. No mais, apelo para o bom senso, ainda que seja esse bom senso uma reserva do muito que agora é tão pouco, pouco de amor, de respeito, de dignidade e humanidade. Esse é um clamor que faço aos senhores prefeitos, governadores, presidente, aos políticos de uma forma geral, gestores da desumana, indigna e malfadado sistema de saúde pública desse país. Ao contrário do que muitos pregam, saúde publica não é de graça, é paga e muito bem paga. Muito do que pagamos de impostos nesse país, e não é pouco, é ou deveria ser nos restituídos com benefícios, entre eles a saúde, que pudesse contemplar as necessidades do seu cidadão. O que a realidade nos mostra é muito distante desse cenário. São incoerentes e desrespeitosas com o cidadão.
Foto: Jornal do Brasil
É cruel, bárbaro, covarde e até nojento, me perdoem o termo, o que fazem com nossas crianças e idosos que morrem nos corredores dos hospitais públicos brasileiros. Amigos leitores e blogueiros, a emenda constitucional 29, de 13/09/2000, determina que os Estados invistam na saúde pública 12% de suas receitas, no mínimo. A meu ver, a maioria não cumpre essa legislação, infelizmente. Assim vemos o pobre cidadão ser tratado de uma maneira tão covarde e desrespeitosa que qualificá-las aqui tornaria esse texto, impublicável. Falta de vagas para internação em leitos, marcação de consultas para ser atendido daqui há um mês, falta de profissionais para diversas áreas, negligência em muitos casos, enfim. É um festival dos horrores. Horrores apresentados quase que diariamente nos noticiários de rádio, TV, revistas, jornais e internet. Um país que não trata a saúde pública com zelo e total respeito por seu cidadão não pode e nem poderá ascender ao primeiro mundo. É por isso que defendo a tese que vivemos em um estado de democracia e não em uma democracia. Eu entendo democracia quando ela é plena, atendendo assim todos os anseios e necessidades de sua gente. Saúde publica é direito democrático de um povo e obrigação de governantes que tem por obrigação constitucional o cumprimento desse princípio. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
12 Comentário(s)

12 comentários :

  1. Mesmo o nosso país tendo tantos motivos de vergonha acho a saúde pública o pior deles.
    Mas para Copa eles tem verba... Enquanto isso o povo é tratado pior q animais.
    Abç PC

    ResponderExcluir
  2. Não encontramos mais a satisfação de nossos direitos. Na área da saúde, então, sofre quem necessita cuidados e não os obtém, sofre a família que não tem a recorrer... e sofremos nós, ao tomar conhecimento dos fatos.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Paulo, tudo bem?
    Olha... você escreve muito bem, sabia?
    Pontos coerentes, críticos..., e realmente, os governantes não estão muito aí para a saúde pública não. Creio que seja o setor mais prejudicado, pois nem nas eleições se toma jeito. É uma vergonha e uma pena também, que muita gente já tenha morrido em função disso.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Essa cenário lamentável,é fruto da corrupção.Porque dinheiro tem.Mas,sabemos que ele não chega ao local destinado.Aqueles que deveriam zelar pelo bem estar da população,são os primeiros a empurrar o povo para o buraco,literalmente.E também não há vontade política,muito menos humana em melhorar esse triste quadro,pois não pode-se ir contra os interesses de grandes empresários dos planos de saúde.
    E ao povo,resta o sofrimento.
    Beijão,PC!Um lindo sábado para ti.Dani.

    ResponderExcluir
  5. Não tenho muito o que comentar, tudo o que disser aqui será chover no molhado, mas creio uma coisa Paulo, esses canalhas malditos que estão por trás desse caos, pagarão caro no Juizo Final, e muitos deles, prefeitos, governadores, secretários de saúde, irão pagar um alto preço por tanta neglicência e descaso com a população que precisa de saúde pública e tem seus direitos aviltados de forma sórdida.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  6. O Brasil devia de ter mais cuidado, se não o povo pode-se revoltar como noutros países! Alguns políticos deviam de ter um pouco mais respeito pela população!

    Abração

    ResponderExcluir
  7. Meu lindo amigo,acabei de entrar no meu blog,vejo seu comentário que é precioso por de mais além da tua visita que me engradece.Tu sabes que não respondo no próprio formulário do blog,venho cá para te responder e ver tuas notícias. Chego aqui encontro uma desgrama dessa,isto não é de hoje esta pouca vergonha.Quem disse que é de graça,como escolas públicas e vai por aí, e os impostos que são pagos por cada trabalhador,por cada cidadão, para onde vai este dinheiro?.Amigo os jornais,a TV denunciam, mas cade os políticos?. O povo se revoltar aqui no Brasil eu duvido,pode até acontecer, agora o povo tem que ficar atento no dia de eleição e ver em quem vai votar. Eu particulamente não acredito em nenhum,porque aqui infelizmente, o Brasil é uma mãe de mamas grandes e cheia de leite,para os espertos mamarem a vontade e se fartarem.Paro por aqui porque não da certo. Eu não sou daquelas que aceito tudo fazendo como burrinho de presépio,sempre dizendo amém.Pelos meus direitos eu vou até no inferno.
    Bjos, e tenha um lindo fim de semana com muita paz.

    ResponderExcluir
  8. Amigo,vamos inverter a ordem natural das coisas,eu que sou tua fã antes de tudo.É difícil manter um blog atualizado diariamente e mais,postar textos com assuntos que instigam o leitor a refletir e opinar e isso você faz com muita competência e responsabilidade.Um espaço democrático onde todas as opiniões são respeitadas.Sinto-me muito à vontade nesse nosso espaço.Agradeço pelo carinho e generosidade de sempre comigo e com meus escritos e sei que tudo vem do seu lindo coração,não poderia ser diferente.Muito obrigada!Dani.

    ResponderExcluir
  9. Paulo César, parece um premonição: quando se promete resolver situação da saúde, conseguem piorá-la.
    Temos que pagar dua vezes para ter o mesmo serviço. Uma enxurrada de dinheiro é destinado, mas não chega ao destino porque é tudo desviado (roubado mesmo!)no trajeto.

    O que acho mais grave é os governantes não terem (ou não quererem ter) consciência da gravidade.

    Resta-nos protestar, apelar ou até implorar para que mudem essa calamidade.

    Há pouco tempo, eu fiz um cordel intitulado "O país de faz-de-conta", que falo de todas as instituições inclusivo da saúde em duas estrofes eu digo:

    ...................
    O dinheiro da saúde
    Está depositado em Berna;
    É por isso que essa crise
    Para muitos é eterna.
    Se você sofrer um arranhão,
    Querem é cortar sua perna.


    A saúde está muito doente,
    Tem que levá-la p’ra UTI;
    Porém ninguém a socorre:
    O que faz é só mentir.
    Vamos assistindo à míngua
    Ao nosso povo partir.

    ....................


    Parabéns pela matéria, é bem pertinente, urgente e vigente com o momento!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Concordo quanto a não vivermos a verdadeira democracia...É só pra inglês ver!
    Tua postagem se parece com a minha: indignação... coloquei uma pitadinha de humor e sexo, só pra relaxar.
    Beijos da Mery.

    ResponderExcluir
  11. Oi PC!
    Olha a situação da Saúde Pública brasileira é lastimável e revoltante. Muito revoltante.
    Se dependermos de hospital público, certamente iremos morrer assim que colocarmos os pés no local. Uma total falta dedescaso nãoapenas do governo mas dos médicos e enfermeiras quetrabalham nesses lugares. Pessoas que se formam apenas para ganhardinheiro, sem qualquer amor ou consideração pela profissão que escolheram e que tratam os pacientes com descaso,violência, ignorância...

    É, tem razão..acho que não existe pessoa no mundo quem não passe por crises existenciais de vez em quando. E afalta da criatividade emcertos momentos éalgo queacontececom todo mundo mesmo...mas é por isso que quando esse tipo de coisa acontece devemos procurar focar a mente em alguma outra coisa pois aí sim a inspiração vem.
    Fico muito grata, surpresa e lisonjeada ao saber que você me considera uma excelente blogueira. Eu não acho queseja uma das melhores, creio que ainda estou muito longe disso. Mas procuro me esforçar ao máximo para fazer matérias legais, de forma a atrair os leitores, ser justa com os fãs das séries e demais obras que abordo, manter contato com os outros blogueiros...e claro, despertar o interesse das pessoas sobre algo que não conheciam e quede repente podem gostar.
    Um grande beijo para ti e uma excelente semana!
    bjs

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Texto perfeito! como todos que você posta. Precisamos lutar para obter uma saude verdadeiramente de primeira, pois nosso país tem tanto dinheiro mas infelizmente não investe na população, ou seja, na saúde do povo, deixando-os desamparados e usando o NOSSO dinheiro para benefícios proprios. isso não tem cabimento!

    Obrigado por seu comentário tão carinhoso no meu cantinho. são pessoas como você que faz muita coisa valer a pena.
    Tenha um Domingo abençoado.
    Beijos no seu lindo coração.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100