sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Mais de 11 milhões de brasileiros vivem em favelas, diz IBGE; maior parte na Região Sudeste

O total de brasileiros vivendo em favelas e com moradias de condições precárias é maior do que toda a população de Portugal, isto é, 10,7 milhões de pessoas ou três vezes superior ao número de habitantes do vizinho Uruguai, ou seja, 3,3 milhões. Somado ao aumento populacional, a proporção de pessoas vivendo em favelas passou de 3,9% para 6% dos brasileiros, o que significa dizer que esse aumento foi de 65%. Esses dados são do Censo 2010 do IBGE, divulgados (quarta-feira- 21/12). Mesmo com o Brasil mais rico, crescendo no mesmo período 42,6% na sua economia, não foi capaz de conter o aumento da favelização no país. E o que isso quer dizer? Não é difícil responder. É óbvio e incontestável, que a realidade que agora em números se apresenta, mostra a grande tragédia no fracasso das políticas habitacional no Brasil. São Paulo e Rio de Janeiro, os dois centros mais ricos do país também são os mais favelizados. Quanto contraste! Onde se concentra as grandes riquezas, também se concentra as grandes desigualdades. Só a Região Sudeste, a mais rica do país, onde se localiza as duas maiores cidades brasileiras, possui 6.329 favelas, 3,2 milhões de domicílios. Em 2010 por tanto, segundo o IBGE, as 6.329 favelas concentradas na Região Sudeste abrigavam 3,2 milhões de domicílios, (49,8%), com destaque para os Estados de São Paulo, que abrigava 23,3%, e do Rio, com 19,1%.
Foto: O Globo
O Censo mostra ainda o Nordeste com 28,7%, e o Norte, 14,4%. A ocorrência é menor no Sul (5,3%) e no Centro-Oeste (1,8%). Esses números não devem ser engavetados como tantas coisas foram ao longo dos anos nesse país. Esses dados apontam para uma realidade, da qual o país precisa refletir, analisar e mudar. Como diria o Boris Casoy naquele seu famoso jargão: isso é uma vergonha!
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Muito triste esses números.Dura realidade!
    É uma vergonha que num país tão rico ainda exista tanta miséria principalmente na questão moradia.
    PC,vim te desejar um feliz Natal, saúde,paz,e muito amor.
    Te agradecer também pelo apoio,carinho,e por tua amizade comigo durante esse ano que passou.
    Acredite,vc me ajudou muito!
    Bjcas e fica com Deus

    ResponderExcluir
  2. POis é, Paulo, muito oportuno o tema. Ainda mais nesta época de Natal, quando para os cristãos, Jesus nasceu num lugar muito pobre... seria numa favela de hoje? rssss

    Mas sabe, quando vi esta notícia sobre o censo eu fiquei pensando, "e onde está o 'minha casa, minha vida', que não está atingindo grande parte da população? Percebe-se que existe muita gente desfilando com seu carro novo, mas será que este mesmo pessoal tem uma casa decente para morar?

    Há 20 anos, aqui no sul, em Porto Alegre, a prefeitura começou um processo de urbanização das vilas mais pobres com o asfaltamento, regularização das casas, colocação de água, luz e esgoto... melhorou muito a vida daquela parcela da população, por outro lado, mais bolsões de pobreza se abriram. Será que isso não terá mais fim? O que é necessário fazer? Não sei e não consigo responder.

    É... por enquanto só podemos refletir sobre o assunto, mesmo!

    Paulo, muito obrigada pelo comentário lá no blog do Paulo! Valeu demais!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Paulo! Incontestável cenário absurdo diante de nossos olhos e consciência cristã! Como celebrar o Natal... a odisséia dos shoppings sustentando o capitalismo selvagem, enquanto seres como nós não têm mais nada do pouco que tinham! Fogo de um lado, terremoto de outro... Cassações de pilantras que desviam verbas... Minha Casa, minha vida... Onde? Nós, da ABR (Associação dos Brasileiros Revoltados)- não aceitamos, não engolimos mais tais chavões políticos de que "estamos cuidando do social do país"... Esmola? Pão e Circo? Aqui o papai noel perdeu até o saco!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Oi Paulo

    um país que cresce tanto e tão rapidamente quanto o Brasil, deveria dar atenção máxima às políticas, sociais e habitacionais. Crescer sem infraestrutura social é o mesmo que levantar paredes sem alicerce.

    Um Feliz Natal para você e os seus, com muita paz e alegrias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. PC meu companheiro, e aí tudo bem?

    Cara esses dados são tristes. E ficam pior ainda quando são confrontados com outros dados. Por exemplo: O Brasil é o país que tem mais helicóptes particulares do mundo. é o pais que tem mais lojas da Ferrari, da Masserati e da Lamburghini. O Brasil é o país que tem mais lojas da Bvlgary e da Mont Blanc. No Brasil a cada dia aparece mais um milionário.

    Então meu amigo como é possível um país onde existem tantos ricos ter tanta pobresa?
    é de se lamentar.

    Tem um conto novo de natal lá no blog, passa lá!

    ResponderExcluir
  6. OLÁ QUERIDO PC,

    É lamentável, que um país como o Brasil, com tanta riqueza não tenha casas decentes para todo o mundo viver.
    Os números são assustadores. Pela televisão, vemos tanta pobreza e corrupção nessas favelas, que parecem cogumelos.

    FELIZ NATAL E BOM ANO NOVO.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  7. Paulo, meu amigo!
    Me permita vir aqui exclusivamente para lhe desejar um ótimo Natal, para ti e familiares!
    Também sou sua fã, lhe admiro muito e quero que sejas muito feliz!

    Grande abraço. Fique com Deus!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100