domingo, 25 de março de 2012

Minha homenagem a Chico Anysio

Foto: reprodução
A ligação de um fã com seu ídolo é algo tão forte, que independe da convivência de um contato mais direto entre eles, a não ser, do respeito, do carinho e da admiração que se devota a ele. Mesmo assim, nosso ídolo parece ser para nós, alguém tão próximo, como se compartilhássemos de uma grande amizade e íntimos fossemos. Um ídolo não precisa ser alguém famoso ou de grande nome; o que advêm disso é só uma circunstância. Um ídolo é a junção de pequenas coisas, onde somadas as boas práticas, faz tornar grandes, as pequenas coisas que lá trás foram feitas por ele. É o que podemos chamar de exemplos. E assim, o que hoje se tornou uma obra, amanhã se tornará um legado. De tal modo, nunca morrerá um ídolo, pois sempre existirá em algum lugar, um fã, a manter viva à sua memória. E dessa maneira, ainda que morto para a vida, viverá o homem, enquanto viva for sua obra. Essa é uma homenagem que presto ao meu ídolo e de tantos outros brasileiros, Chico Anysio. Ao mestre com carinho.
Contato: detudoumpoucominhaopiniao@yahoo.com.br 
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. É interessante a conexão que estabelecemos com alguém que nem conhecemos.É o que acontece em relação ao ídolo e ao fã. Chico Anísio marcou muitas gerações e se tornou um mito do humor. Bela homenagem, um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Paulo César... fecha-se a cortina por onde desfilaram mais de 200 personagens e um só ator - gigante da arte verbal e extraverbal. Paz e orações! Obrigada pelo nosso riso!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Paulo Cesar.
    Chico Anysio foi sem dúvida um gênio na arte de fazer rir e questionar a dura realidade de nosso país ao mesmo tempo.
    Era com maestria ímpar que ele incorporava personagens de praticamente todo o país, mostrando sua versatilidade única.
    Ele com certeza vai fazer muita falta.
    Abraço, Paulo Cesar.

    ResponderExcluir
  4. Oi, amigo Paulo César!
    Descreveu com grande precisão e destreza o sentimento fã-ídolo.
    Eu sinto assim também.
    O "eu pessoa" é finito, mas o "eu artista" é imortal, pois vive por meio de sua obra, por isso sou e serei sempre fã do já saudoso Chico Anísio.

    Bela e sábia homenagem grande mestre Chico!

    Abraços do amigo!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100