terça-feira, 27 de março de 2012

Para refletir e pensar

Nesse vídeo, que será exibido a seguir, Rolando Boldrin, com sua genial interpretação, apresenta o magnífico desabafo do texto, que segundo dizem, teria sido escrito pela poetisa Cleide Canton e atribuído ao genial Ruy Barbosa. Sobre isso, explicarei numa outra oportunidade. Creio eu, que muitos que puderem dedicar três minutos e doze segundos, tempo de duração desse vídeo, para assistirem o mesmo, certamente poderão sentir o sentimento das palavras se propagarem em vossos corações. O texto é tão atual, que parece ter sido escrito nos tempos atuais. Se puderem e acaso venham se interessar, assistam.
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Bom dia querido Paulo César,

    Ganhei, espantada e embevecida, esses três minutos e doze segundos.
    Vocês, POVO BRASILEIRO, sabem dizer, ralhar como nenhum outro. Acho, que até BANDIDO é dócil ao se justificar, perante o crime.
    É uma país grande e um grande país, onde as misturas se fizeram muito facilmente. Vocês amam todo o mundo e daí essa capacidade de se darem, com tanta simpatia e entrega.
    Enquanto escutava o vídeo, estive olhando as feições lindas desse homem. Que garboso! Parece "um Cavalo Lusitano", com todo o respeito, que ambos me merecem.

    TENHO VERGONHA é a frase predominante nas suas declarações. E seus olhos, que me parecem claros, se turvam, um pouco, por sua amada Pátria, seu Brasil.

    Como Nacionalista Exacerbada, que sou, o compreendo muito bem. Portugal, país tão pequeno, e que agora está no bom caminho, politicamente falando, eu lhe tomo o pulso todos os dias.

    AMO PORTUGAL DA MESMA FORMA, QUE ESTE HOMEM AMA SEU PAÍS, O BRASIL, só que eu não tenho vergonha talvez, por ser pueril e lírica e porque, também, não temos grandes problemas sociais, é verdade.
    Somos pacíficos, sempre fomos e somos poucos, essa a nossa grande vantagem sobre vocês.

    Eu penso que o Povo Brasileiro é um povo de actores e actrizes, no bom sentido, obviamente.

    Boa semana.
    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  2. VERGONHA DE MIM... E DE SER HONESTA...
    Infelizmente... está registrado nos cabelos brancos,na maturidade da expressão das rugas, essa dignidade humano-brasileira! Sem maiores comentários para tamanha verdade! O vídeo fala por si. E, cala em nós, pessoas de caráter.
    Abraço, Paulo César.
    Célia.

    ResponderExcluir
  3. Amigo estou-lhe grata por me ter dado a possibilidade de ver este
    vídeo que já inseri no intemporal-pippas.Aplica-se muito bem
    à data que estamos e também em Portugal.
    Um bj.
    Irene

    ResponderExcluir
  4. Oi Paulo,

    Vídeo real e atual. Não sei se sinto vergonha de mim, mas vergonha do que não posso mudar. Entendo que cada um faz o todo, mas se apenas um fizer errado o todo já se foi, então só peço a Deus que eu não seja indiferente. Lembrei de uma música cantada por Fafá e Mercedes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Rolando Boldrin tem uma interpretação de arrepiar. Sinto vergonha sim, por ser incapaz, de tentar mudar todos os aspectos negativos que ele fala no video, e por não ter fé mais no ser humano.

    Abraço PC !

    ResponderExcluir
  6. Olá, amigo Paulo César!
    Este vídeo diz aquilo que está entalado em nossa gargante, mas não temos a oportunidade de falar. É realmente um desabafo por tudo que nossos gestores fazem conosco.
    Apesar de ter sido feito há décadas, ainda é atualíssimo.
    Vergonha é um artigo que cada dia fica mais raro.

    Parabéns pela escolha!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Um vídeo que me deixou sem palavras. Muito obrigada por partilhá-lo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100