segunda-feira, 22 de abril de 2013

Os acusados pelo atentado na Maratona de Boston

Foto/The Lowell Sun e Robin Young- AP
A gente sempre fica procurando respostas depois que um fato como o ocorrido em Boston na semana passada acontece. Leia aqui. Os irmãos Tsanaev, Tamerlan e Dzhokhar, acusados de serem os autores do atentado durante a Maratona de Boston, na segunda-feira, dia 15, são as razões de nossas indagações agora. No atentado, três pessoas morreram e 176 ficaram feridas. Tamerlan, o irmão mais velho, 26 anos, morto após confronto com policiais, era um bem-sucedido atleta, segundo a imprensa. Inclusive estaria cogitando entrar para a equipe olímpica dos Estados Unidos. Ele estava treinando para ser um boxeador profissional. Pretendia representar o país no esporte. Seu irmão, Dzhokhar, 19 anos, entrou para um dos mais bem conceituados centros de ensinos do mundo, a Universidade de Massachusetts, em Dartmouth. Quando o assunto é terrorismo, é obvio que não quer dizer muita coisa o fato de Tamerlan ter sido um atleta com grandes pretensões no esporte e Dzhokhar ser um estudante de uma bem conceituada universidade americana. Mesmo considerando isso, era difícil imaginar que esses jovens se comportassem como terroristas. É o que eu quero dizer. Que sociedade é essa que o mundo está formando para o futuro? Precisamos refletir sobre isso. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Realmente um episódio bizarro, o terrorismo é uma sombra que atormenta as sociedades de um modo geral, e o motivo sempre é banal, onde vidas inocentes são ceifadas de forma brutal. Cogita-se aplicar a pena de morte para esses irmãos, com certeza não trará de volta as vidas que se foram, mas a sociedade respirará aliviada sabendo que no mundo haverá dois terroristas a menos.

    Abração Paulo César.

    ResponderExcluir
  2. Paulo César! Acompanhando as reportagens, ouvia de vizinhos dos mesmos dizendo: - eram pessoas boas, impossível de imaginarmos que tínhamos 'terroristas' morando ao lado! A imagem daquele menino morto e a exposição dele com um cartaz onde dias antes da tragédia confeccionou com os dizeres: "PAZ! Chega de machucar as pessoas!" Isso é uma demonstração do medo, da insegurança que permitimos conviver, infelizmente!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Paulo! Vi uma entrevista na Tv dos pais dos garotos, que de forma alguma suspeitavam do que se passava com seus filhos, ou seja, de que tramavam um ataque terrorista. Como pode? Então não podemos confiar em mais ninguém, nem quem parece correto?
    Pais que não conhecem os próprios filhos podem ser um caminho a ser investigado, em alguns casos a educação pode ser a raiz do problema. Alguns pais simplesmente não enxergam os erros de conduta. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Paulo, ainda não entendi as razões deles. Óbvio que não há nada que justifique tais atos e que o terrorismo é abominável. Mas se o sobrevivente falecer, o povo ficará com uma interrogação que alimenta o medo. Estavam sós nesse propósito? Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Pczão meu irmão, nós nunca vamos entender a cabeça desses caras.
    Seu texto como sempre esta bem escrito e fluente, mas eu acho que desta vez vc poderia desenvolvê-lo um pouco mais!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Paulo! É mesmo questão de se perguntar: o que podemos esperar das próximas gerações? Vejo meus diversos alunos, que parecem não trazer dentro de si respeito e amor ao próximo. As brincadeiras preferidas são estúpidas, tanto por meninos como por meninas, não há mais solidariedade e gentileza. É mesmo preocupante, e o perfil nada tem a ver com condição social, infelizmente. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Pessoas de mentes doentes,manipuláveis..
    Servem a quem?Lutam contra o quê?
    Matam,morrem em nome de que deus?

    IMBECIS!

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100