segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A entrevista sem meias palavras do jogador Alex

Alex, jogador do Coritiba, na sexta-feira, dia 9, deu uma entrevista ao Lance falando a respeito do nosso futebol na atualidade. Vídeo da entrevista; assista aqui. Confesso que não me lembro de ter visto um jogador conceder uma entrevista tão inteligente e lúcida. E mais; falar tudo que pensa a respeito dos erros que são cometidos na condução desse esporte no Brasil. Isso, diga-se de passagem, sem ter medo de desagradar os que não gostarem de suas observações e críticas. Me agradou poder ver que o Alex é um jogador que não é só diferenciado pelo belíssimo futebol que possui e que não é de hoje, mas também pelo conhecimento daquilo que envolve a sua profissão. De forma consciente e muito bem articulado, ele fez aquilo que muitos jogadores, principalmente os mais famosos, não têm a coragem de fazer; ou seja, criticar um modelo arcaico e ainda amador, reinante no futebol brasileiro. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. O despreparo dos nossos jogadores na articulação de uma entrevista é demonstrado pelo desastre na pronúncia, no concatenar de ideias e no conhecimento do que se propuseram a fazer. Samba / suor e futebol já não nos representam mais. A eficiência é a questão no gestar suas carreiras profissionais. Isso é abrangente; não só aos jogadores.
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  2. Passei amigo. Futebol é assunto de que conheço muito pouco.
    Deixo um abraço e votos de uma boa semana

    ResponderExcluir
  3. Ter frontalidade é coisa muito rara hoje em dia.
    Jogador de Futebol normalmente pensa em ganhar muito
    dinheiro, ter bons carros, mulheres q.b. e tudo o resto
    passar-lhe ao lado. Ainda bem que há excepções.
    Um bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  4. Há tempos que o nosso futebol foi deixado de ser levado à sério, é uma industria maquiavélica, onde o que importa são os lucros, e os jogadores, descartáveis, por isso, já a algum tempo que não torço pela seleção canarinho, pois já não honram a camisa, e sim os lucros e a fama.

    Abração pra ti PC.

    ResponderExcluir
  5. Olá Paulo,

    Ele foi muito corajoso mesmo, e realmente não me lembro de ter visto jogador alguns dar uma entrevista tão atilada assim. Há pessoas que criticam, e outros que aprova o que ele disse. Eu acho que ele mandou bem nessa parte dos horários de jogos ser exibido as 22 hrs pela Globo. O cara sabe das coisas...

    Abraço meu amigo!

    ResponderExcluir
  6. Um jogador que fala,e melhor,não fala asneiras..
    Infelizmente,o futebol virou máfia e os jogadores viraram fantoches,principalmente,esses que ganham milhões e nem sabe onde 'enfiarem' tanto dinheiro..É só mais um reflexo da política sórdida de nosso País.Globo,CBF,dirigentes..tudo farinha do mesmo saco.E tem dirigentes que mesmo seu time sendo prejudicado,se calam covardemente(como no caso do Botafogo),devem estar levando algum por fora..Lamentável!Parabéns ao Alex pela entrevista corajosa e acima de tudo,consciente.

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir
  7. O futebol deixou de ser, simplesmente, um esporte apreciado por todos. Hoje, esconde muitas outras coisas. Ele foi sincero e quem é realista entende bem seus posicionamentos. Bjs.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100