segunda-feira, 21 de julho de 2014

O homossexualismo nas novelas

Quando a televisão resolveu de uma forma mais objetiva abordar a questão do homossexualismo usando as novelas como o melhor meio para isso, precisou quebrar um tabu que existia nela própria em relação ao tratamento do tema diante de seus telespectadores. Conseguiu. Sou da opinião de que as novelas têm contribuído, e muito, creio eu, não para promover o homossexualismo, como algumas pessoas veem, mas sim para o entendimento da sociedade acerca de um tema que deve ser tratado com o máximo de respeito e sem preconceitos ou discriminações. Ainda que no início esse assunto possa ter sido tratado com algum exagero ou até mesmo de forma inadequada em alguma novela, acredito que valeu a pena. É o todo que envolve o tema o que de mais positivo fica em toda sua abordagem. Dito isto, porém, fico à vontade para criticar a televisão na maneira nada correta como tem explorado o assunto na sequência que ela resolveu continuar dando. Bem diferente daquilo que destaquei e exaltei no início deste texto. Parece-me que quando a televisão resolve fazer do assunto um tema constante nas suas novelas, busca com isso conquistar em maior número a audiência do público homossexual, afinal, esse mesmo público tem um grande poder de consumo na sociedade atual. Por esse motivo talvez, ao contrário da forma leve e inteligente de como já tratou desta questão, a televisão passou a explorar o assunto usando de puro oportunismo. Essa é a razão de minha crítica. O assunto na forma bem conduzida como inicialmente se apresentou, saiu da medida e descambou para o exagero. Agora parece ter se tornado regra em todas as novelas os romances envolvendo casais homossexuais. Que o tema precisava ser abordado, não há dúvida, afinal, precisamos respeitar a preferência sexual das pessoas. Só não posso concordar e muito menos aceitar, o fato de a televisão querer fazer disso um tema para ser explorado continuamente. Isso não é tratar com respeito os homossexuais, é aproveitar-se deles. É oportunismo, me parece. É a minha opinião.
Comentário(s)
8 Comentário(s)

8 comentários :

  1. Concordo, e acho um erro quando se divide a sociedade em minorias e segmentos, um homossexual, antes de qualquer coisa, é um ser humano, e deve ser tratado como tal, e não como um ser diferenciado que precisa de um nicho de mercado ou de uma programação diferenciada que exalte seus direcionamentos sexuais.

    Ótimo texto amigo PC, abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Bem analisado...a televisão aborda temas para romper barreiras e também para prender o telespectadores.
    Sem dúvidas deve servir para mostrar que toda pessoa pode ser culta,refinada,despojada...ter seu próprio estilo independente de sua sexualidade.
    Mas escraviza intelectualmente,para atingir seus objetivos.
    Até qualquer dia.

    ResponderExcluir
  3. Amigo Pczão!
    Eu não concordo com as novelas!
    Em todas elas, as familias são desestruturadas, os casais traem, as pessoas roubam, ninguém trabalha, e os casais homossexuais existem aos montes! Estão botando isso como via de regra!
    Cadê a familia que se ama, que senta na mesa pra almoçar, que conversa, que é unida, que faz tudo em prol dos seus pares?
    Se as pessoas acham que isso que é apresentado nas novelas é o normal, e que o mundo jaz nesse tipo de relacionamento, é porque estão moralmente doentes! A gente tem que procurar ser o que Jesus disse pra gente ser, e a unidade familiar deve vir em primeiro lugar!
    O mundo das novelas é um mundo de Alice ao contrário!
    Não tenho absolutamente nada contra os homossexuais, se eles querem viver como vivem, o problema é deles, e as consequências também serão! Inclusive tenho amigos homossexuais, e os respeito e amo como pessoas que são!
    Mas essa massificação que as novelas estão fazendo, eu não concordo!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pc! Interessante ponto de vista! Eu sou a favor da divulgação em novelas não só do homossexualismo como de qualquer característica tratada como "diferente", como meio de diminuir preconceitos... mas não havia analisado pelo lado do oportunismo. Desse jeito mais uma vez o objetivo final tornou-se vão. :p Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Paulo Cesar!
    Vim pela indicação da amiga Bia Hain lá no G+ e gostei muito da forma lúcida e clara que você analisou e abordou por aqui este tema. Muito bem observado, pois como você e outros amigos, também sou de acordo que a tv trate de temas ainda tabus para que haja abertura nas mentes, respeito e entendimento, porém como você bem frisou, agora do jeito que estão se repetindo só vejo mesmo como oportunismo para aproveitarem desta grande fatia da sociedade. Gostei de seu blog!
    Convido-o a visitar o meu quando puder.
    um grande abraço carioca

    ResponderExcluir
  6. Pra mim,totalmente normal...Assim,como em todas as novelas existem casais heterossexuais,também pode ter casais homossexuais com mais frequência nos folhetins.E é esse olhar de espanto que precisa ser extinguido.Assiste quem quer,quem não quer assistir,troque de canal,desliga a TV e engula sua intolerância.

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir
  7. Um assunto muito interessante. Por cá consumimos as nossas e as da Globo. É um nunca mais acabar de novelas. E se não são novelas é futebol. Ou os debates sobre o futebol. Parece que se quer adormecer o povo, afastando-o da realidade. A TV, devia ser um meio educativo ao serviço do povo. Não esta coisa aberrante em que se transformou.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  8. Olá caro PC. Parabens pela sua percepçao e a idéia de dividi-la. Certamente a homossexualidade deve ser tratada com todo respeito que os seres humanos devem uns aos outros. Igualmente todos os tipos de deficiências merecem o mesmo tratamento. Mas dai fazer apologia ao homossexualismo dando as suas relações afetivas um status de FAMÍLIAS, podendo inclusive adotar crianças, parece estarem indo longe demais. Será que não percebem que estão vulgarizando a FAMILIA resultante do casamento entre um HOMEM e uma MULHER? Estes sim através de uma relação sexual natural reunirão um óvulo e um espermatozóide na produção de um no ser. Essa é a base da FAMÍLIA. Portanto colocar no ar a homossexualidade como um procedimento NORMAL, em horários que certamente crianças e adolescentes ainda estão ligados na TV, é sim um sugestionamento inadequado. O argumento é muito simples : " SE TODOS OS SERES VIVOS DO MUNDO NASCERAM DA UNIÃO CARNAL DE UM HOMEM COM UMA MULHER, ONDE ESTÁ A ESMAGADORA MAIORIA?"

    Forte abraço
    AFA

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100