domingo, 3 de abril de 2011

VOLTANDO A FALAR SOBRE A DENGUE


Bem, como o blog que aqui escrevo, é um blog que aborda de tudo um pouco, eu volto novamente a falar da dengue aqui. É preciso que as cidades brasileiras que estão sofrendo com a grande ameaça do mosquito transmissor da doença, reforcem as campanhas de prevenções e intensifiquem as vigílias em domicílios e terrenos baldios. Esse assunto é serio e grave. Requer atenção total, tanto por parte da sociedade como por parte dos governos municipal, estadual e federal. Me preocupa mais ainda é saber que em meio a tudo isso, temos uma saúde pública no Brasil que deixa muito a desejar, longe demais daquilo que poderíamos chamar de ideal. Precisamos ficar atentos.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. A DENGUE ESTA MESMO CADA VEZ MAIS GRAVE
    MAS AS VEZES O GOVERNO CONSEGUE SER MAIS DESLEIXADO Q A POPULAÇAO

    ResponderExcluir
  2. é preciso sempre alertar sobre a dengue porque o combate depende de todos. O problema da dengue tem relaçao com muitos fatores:limpeza, educação, saúde, cidadania, etc. E todas as cidades precisam ter uma abordagem permanente para estes e outros itens relacionados q melhora da qualidade de vida dos cidadãos.
    Parabéns pelo Blog e muito OBRIGADA pelos comentários em meu Post.

    ResponderExcluir
  3. A solução definitiva tem de estar a caminho. Esse problema, que é um problema evitável não pode se repetir com tanta frequência. Temos de ter consciência que isso não é "fatalidade" mas, consequência. Que bom que blogs como o seu abrem o debate para esse problema do poder público e mais ainda: nosso problema!

    até

    ResponderExcluir
  4. Saudações,

    Sou restaurador de Patrimonio Historico e com muita luta lançamos uma inovação da coleta do excesso de agua da rega de vasos e xaxins de plantas e flores, que não permite ao aedes aegypti proliferar nestes ambientes.
    Pratos(porta vasos e xaxins) anti dengue,produzidos em plastico reciclado que está aprovado tecnicamente pela Secretaria de Vigilancia e Saude - Ministerio da Saude.
    Porém esta muito dificil colocar no mercado , pois quando faço a apresentação ,sou rebatido , porque é colocado pelo meus interlecutores de que para combater a dengue em vasos e só colocar areia nos pratos(porta vasos e xaxins) como manda o Governo Federal ( Ministerio da Saude),ai não há nescessidade de trocar os pratos comuns para vasos e xaxins que são fabricados oficialmente (permitidos) sem restrição, e faço uma observação : nenhum vaso, prato para planta e nem xaxins tem em anexo informação sobre o problema da proliferação da dengue nestes PRATOS , ora , campanha de combate a dengue sem informação sobre os cuidados sobre a mesma nos PRATOS e VASOS para plantas e flores é Hilaria !!!
    Obs.: No tocante a areia que é mandado colocar nestes Pratos na campanha de combate a dengue do Ministerio da Saude é um paliativo, pois esta areia com pouco tempo(quase toda areia contem terra e ou ficará misturada com substratos da terra dos vasos por causa da rega ficará endurecida, apodrecida, mofada e será dispensada em terrenos baldios, bota fora (entulhos e quinquilharias) e lixo ,infelizmente a maioria lixões a ceu aberto e como o ovo de AEDES quando da desova em pratos e vasos pode grudar em algum grão desta areia que fica no minimo umida com a rega ,e fica até 400 dias hibernado a prolideração nestes ambientes será perpetuada.
    Outro fator que não é recomendado pelo Ministerio da Saude é de que estes pratos(porta vasos e xaxins) e vasos de plasticos quando quebrados etc , forém dispensados tem que serem lavados seguindo os ritos da lavagem de utencilios que usam agua para o seu reuso.
    Varias prefeituras brasileiras , Belo Horizonte por exemplo ja não mandam colocar areia nos pratos e que joguem fora estes, ora que loucura administrativa pois estes pratos(porta vasos e xaxins) comuns são fabricados oficilamente(sem restrição) com investimentos na produção ,sendo estocados, comercializados recolhendo impostos federal, estaduais e minicipais . . .
    Infelizmente desenvolvi uma invenção para o combate a dengue em vasos de plantas e flores ,e para concretizar o projeto vendi moradia,e para conseguir a fabricação das matrizes emprestimos bancarios , e depois desta luta toda de varios anos (13 ansos) ter que jogar a toalha é uma grande decepção !

    Obs.: Especialistas do Fiocruz não recomenda areia em pratos(porta vasos).

    Mais informações no sitio eletronico linkado ao meu nome no poster .

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100