terça-feira, 26 de julho de 2011

Luto nas Organizações Globo, morre o jornalista Rogério Marinho

Foto: O Globo
O maior conglomerado de comunicação do país, as Organizações Globo está de luto. Rogério Marinho, que era irmão caçula de Roberto Marinho, morreu ontem (segunda-feira 25/07) aos 92 anos de idade de insuficiência respiratória aguda no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Com apenas 18 anos de idade, Rogério começou a trabalhar no Jornal O Globo em 1938 junto com seu irmão, Roberto Marinho, 15 anos mais velho. Atualmente ele era vice-presidente da Infoglobo, uma das empresas das Organizações Globo. Em nota oficial, o governador do Rio, Sérgio Cabral, lamentou a morte do jornalista Rogério Marinho e lembrou que guarda boas lembranças de Rogério, "Desde o início da minha carreira pública recebi de Rogério Marinho manifestações de estímulo e atenção". É realmente impressionante a importância e a pujança das Organizações Globo, esse mega conglomerado de comunicação, o maior do país e um dos maiores do mundo. Imaginar que todo esse império começou com o Jornal O Globo em 1925 e permanecendo nas mãos da família Marinho até os dias de hoje, no comando dos filhos do falecido jornalista Roberto Marinho. Com sede no Rio de Janeiro, as Organizações Globo está presente em todo país, com varias empresas do grupo espalhadas pelo Brasil. Rogério Marinho é mais um ilustre membro da família Marinho que deixa um grande legado para os que na mesma família continuarão o trabalho dele.
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Querido amigo,acompanho tudo que acontece através do seu blog,nossa aos poucos a família Roberto Marinho esta perdendo seus membros.Esta para mim é uma grande perda,pois a família Roberto Marinho tem contribuido e muito para uma comunicação em massa;Levando e divulgando tudo que o nosso País tem de melhor para o mundo.
    BJOS.

    ResponderExcluir
  2. Ele ara uma grande Homem! Isto realmente é uma grande perda! Mas pronto, todas as pessoas têm um desfecho, bom ou mau, mas têm sempre o desfecho!

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Olá.

    Vou enviar o questionário para entrevista para o e-mail que aparece no seu perfil. Assim que respondê-lo reenvi-o. Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Paulo, até hoje fico numa dúvida tremenda, se esse clã Marinho foi um marco de pioneirismo da televisão brasileira ou foram uns verdadeiros ditadores que conseguiram monopolizar a TV e a opinião pública durante décadas.

    Obviamente a Globo está perdendo a hegemonia aos poucos para outras emissoras, ainda é a mais influente, mas não como era antes. E creio que essa situação vai se acirrar com o tempo. E gostaria muito que acontecesse, pois teríamos mais opções e menos monopólio por parte dela.

    Gostei muito do teu comentário na minha última matéria, e concordo contigo, ainda há coisas legais e proveitosas na TV.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Dada a sua avançada idade é a lei natural da
    vida. No entanto fica a memória de um homem
    que deixou obra.
    Um beijinho amigo.
    Irene

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100