terça-feira, 27 de setembro de 2011

O drama da dependência química na sociedade

Uma das piores tragédias humanas, se não a pior, é a dependência química.
reprodução/JP.Online
Ela é responsável pelo que de pior pode representar como degradação humana. Dependência química é a dependência que uma pessoa pode ter de qualquer substância psicoativa, ou seja, qualquer droga que altere o comportamento e que possa causar dependência, tais como, álcool, maconha, cocaína, crack, medicamentos para emagrecer à base de anfetaminas, calmantes indutores de dependência ou "faixa preta", entre outras. A dependência é caracterizada no indivíduo quando ele sente que a droga é tão necessária ou mais em sua vida quanto alimento, água, repouso, segurança, enfim. Nesse ponto, o caso de dependência já é total e essa pessoa já é um doente. Existem pessoas com predisposição em desenvolverem essa dependência e quando acontece o contato delas com um desses meios causadores, o problema acontece. Como sabemos, existem drogas lícitas e ilícitas, porém todas de alguma forma podem causar esse tipo de dependência nas pessoas que tem essa predisposição. O álcool, ainda que muitos o separe das drogas ilegais, é uma droga tão ou mais poderosa em causar dependência em pessoas predispostas quanto qualquer outra droga, ilegal ou não. A Organização Mundial de Saúde reconhece as dependências químicas como doenças. O vicio gerado pela droga, seja ela de que espécie for, destrói não sou o dependente como também famílias inteiras, numa verdadeira tragédia humana. O que é mais triste em tudo isso é a desoladora constatação que nesse país, muito pouco se fez ou se faz para enfrentar esse problema. Quem vive esse drama ou já viveu, certamente sabe a dimensão dessa dramaticidade. Deixo aqui meu apoio a essas pessoas e o alerta: dependência química é uma doença e como tal deve ser tratada.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Realmente e dependência química é um abismo, e não só prejudica o viciado, mas leva pro buraco também toda a família, e o Governo não tem ainda uma acão mais enérgica e eficaz contra essa maldição.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Meu vício atual é a internet, o cigarro e o celular...

    Na atualidade, acredito que o crack é a pior de todas as drogas que já inventaram...

    ResponderExcluir
  3. Paulo, tudo bem?
    Que capacidade para selecionar pauta você tem!!!

    Dependência química é um Mal, com "m" maiúsculo! E atinge a família, amigos, e degrada tudo e todos à volta. Muito triste.

    Beijos,amigo!

    ResponderExcluir
  4. A droga é o mal do século.Infelizmente,o fácil acesso,principalmente entre os jovens é assustador.Esse mal que devasta famílias inteiras,só se faz crescer.
    Não há políticas públicas sérias voltadas para sanar e/ou amenizar esse caos.Não há nenhum comprometimento do governo com esses seres humanos que precisam de ajuda.É mais fácil tapar o sol com a peneira,só não sei até quando.
    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100