sábado, 1 de outubro de 2011

A crise econômica mundial

A crise que se instalou na velha Europa e vem deixando suas marcas em muitos países, não começou agora. Se fizermos uma análise mais cautelosa, veremos que seu início se dá em 2008 e as consequências estão aí. Naquele ano foi deflagrada à crise das hipotecas imobiliárias nos Estados Unidos, com a quebra do banco Lehman Brothers. Lembram? E aí começaram os problemas. O que fizeram as Instituições financeiras? Emprestaram dinheiro demais, e para quem não podia pagar.
Ilustração: R7.com


O resultado é o que já sabemos, à falência de bancos e à intervenção no âmbito governamental na tentativa de impedir uma súbita queda do sistema financeiro, assim como também numa ameaça de recessão violenta. No entanto, com recursos injetados em bancos e em muitas empresas, os gastos dos governos aumentaram, ao mesmo tempo que à economia mundial seguia encolhendo. A soma desses fatores aprofundou o déficit público. Déficit que já era alto em muitos países. A crise da dívida imperante em países da União Europeia tem sido discutida e debatida em todo mundo. Além da Grécia, países como Portugal, Irlanda, Itália e Espanha sofrem os efeitos do endividamento desenfreado dessa crise. Esses países têm buscado apoio financeiro da zona do euro e do Fundo Monetário Internacional. O fato é que para receberem qualquer tipo de apoio terão que enxugar os gastos públicos. Essa medida implicará em corte de benefícios sociais e também de empregos. Tal medida resultará em aumento na arrecadação, o que demandará no aumento dos impostos. Essa crise internacional é uma ameaça à economia de muitos países, inclusive o Brasil. No caso de nosso país, esse é um teste fortíssimo para mostrar a solidez de nossa economia. Em 2008 passamos muito bem por ela. Até aqui o Brasil vem se mantendo incólume diante dessa crise internacional, com poucos reflexos dela, se é que existiram. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Paulo, meu querido amigo!
    Tenho que admitir, é uma pauta interessante atrás da outra...!!!
    De surpreender!

    Amigo,tenho um tanto de medo do efeito dominó dessa crise. Num mundo globalizado, onde uma economia depende de outra... sei lá! Gostaria de entender mais, para ficar mais calma..., ou não! :)

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Apresentei um seminário na faculdade sobre isso. Acho que começou antes, no 11 de setembro. Acho que, comno disse a Cecilia, é um efeito dominá. Uma Crise não resolvida gera outra crise. Sinto que os próximos serão os asiáticos.

    Seu Blog sempre nos fazendo discutir e crescer.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Ola PC,

    Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.
    Para mim nunca existiu e nunca existirá crise econômica,e sim, apenas uma grande manobra mal intencionada, que se espalhada de forma avassaladora por nossos meios de comunicação!!!
    Um beijo a você!
    Participe do nosso sorteio de Outubro, são 4 kit com 3 livro cada kit, basta você comentar.

    CLUBE DOS NOVOS AUTORES

    ResponderExcluir
  4. Bem a Dilminha disse que vai ficar tudo bem...pelo menos ela não diz "eu não sabia de nada"

    vamos ver o que da já que a galera ja sabe que a grécia não vai pagar nada e prjudicar a europa inteira.

    obrigado pela visita caro amigo. Venho lhe convidar para que veja a nova postagem no blog, e sua opinião será sempre bem vinda.

    ResponderExcluir
  5. Sempre fico preocupado com essas crises, pois sei que inúmeras pessoas ao redor do mundo são afetadas, perdem seus empregos, e só quem sai prejudicado são os pobres. Até nós aqui não estamos totalmente incólumes, mas graças a Deus nosso país suportou a de 2008 e estar bem mais preparado pra essa nova agora, e espero em Deus que essa situação passe logo.

    Abração.

    ResponderExcluir
  6. Oi Paulo

    até agora não afetou o Brasil, como vc disse mas temo os desdobramentos, tomara que não.

    Bom domingo pra você!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100