quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Municípios do interior do AM reduzem desmatamento

O SDS ( Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) divulgou dados que foram feitos com bases em monitoramento do Inpe. Esse monitoramento registrou uma redução na taxa de desmatamento em Municípios do interior do AM. Os municípios que apresentaram essa queda no desmatamento foram, Novo Aripuanã, Lábrea, Boca do Acre e Apuí, localizados no Sul do Amazonas.
Foto/divulgação
 Muitos talvez até possam não levar em consideração esse fato, mas esses municípios vinham registrando altos índices de desmatamento. Entre janeiro e agosto deste ano, o Estado registrou, 109,18 km2 de desmatamento. Nesse mesmo período em 2010, o desmatamento registrado foi de 110,85 km2. Na comparação desses dois períodos a redução na taxa de desmatamento foi de 1,5%. O governo do Amazonas em parceria com o Governo Federal, Municipal e a sociedade civil montaram o Centro Integrado Multiagências de Combate às Queimadas e Incêndios Florestais (Ciman-AM), que tem a coordenação da SDS, com sede no Corpo de Bombeiros. Essas parcerias vêm intensificando várias ações de combate ao desmatamento. Uma delas está na ação dupla utilizando um helicóptero da Policia Militar, para sobrevoar pontos de calor detectados nos laboratórios de sensoriamento remoto, enquanto equipes se deslocam via terrestre para confirmar os focos e adotar medidas de fiscalização e controle do fogo. Toda e qualquer iniciativa nesse sentido de combate ao desmatamento, recebo com satisfação e bons olhos. Esse é o meu sentimento de cidadão. Por outro lado, o desmatamento na Amazônia precisa de ações mais enérgicas O país não pode acumpliciar-se com aqueles que desmatam e assassinam milhares de seres indefesos que compõe a nossa rica fauna e por consequência comete um verdadeiro atentado contra a natureza e toda humanidade.

Publicações relacionadas:
Amazônia, área desmatada transformada em pastos 
Amazônia, desmatamento cresce 28,3%
Empresa de turismo norte-americana é investigada por exploração sexual na Amazônia
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Olá PC, quanto tempo.

    É sempre bom ver notícias assim, normalmente apenas nos são apresentados contrarios a esses, mostra que com um pouco de incentivo e boa vontade dá para mudar.

    Abraços e tudo de bom, quando puder dá uma passadinha lá no meu.

    Até mais

    ResponderExcluir
  2. Olá PC, quanto tempo.

    É sempre bom ver notícias assim, normalmente apenas nos são apresentados contrarios a esses, mostra que com um pouco de incentivo e boa vontade dá para mudar.

    Abraços e tudo de bom, quando puder dá uma passadinha lá no meu.

    Até mais

    ResponderExcluir
  3. Paulo, espero que essa estatística ai do Inpe esteja certo, visto que esses orgãos governamentais gostam de maquiar a verdadeira realidade, pois vemos às vezes sempre passa na TV em algum documentário sobre a verdadeira situação da Amazônia.

    Coincidentemente, fiz uma matéria lá abordando esse tema, sou a favor de uma intervenção internacional na Amazônia, com o intuito de preservar.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, não creio que estejam dando a devida atenção à Amazônia. Estamos perdendo espaços e vendo destruição. Há interesses conflitantes. O do povo brasileiro e o daqueles que muito ganham às custas dessa destruição. Todos sabem, mas as autoridades mantêm os olhos fechados. Há poder envolvido. Só olham aquele lado quando não se podem calar frente a matérias jornalísticas.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Paulo César, infelizmente esse recuo do desmatamento não se deve à preservação quase nada, mas sim a estiagem, que começa desde junho até final de outubro, como bem sabe, os rios são nossas estradas, portanto, não há por onde escoar a toras de madeira com os rios secos.
    Já há municípios que estão isolados.
    Então, eles aproveitam para dar as boas novas para poder receber o crédito de carbono internacional.

    Bom artigo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Pura maquiagem!O desmatamento da Amazônia nunca esteve tão intenso e covarde.Não estão tomando as devidas providências.O sonho de uma Amazônia sustentável,está cada vez mais longe,o ser humano tem um lado cruel,ganancioso demais,impedindo assim,que esse sonho se realize.Uma triste constatação.
    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100