terça-feira, 1 de novembro de 2011

Aumenta o desmatamento na Amazônia

Vira e mexe, o blog traz publicações sobre o meio ambiente, principalmente quando o assunto é desmatamento na Amazônia, assunto tantas vezes abordado aqui. E dessa vez não é diferente. Volto ao assunto meio ambiente e, em especial, novamente, o desmatamento. É necessário continuarmos alertando, bradando pelos mais diferentes meios que dispomos, o nosso inconformismo com tudo que se ver em relação a isso. Nesse caso, o blog é um desses meios. As redes sociais tornaram-se uma espécie de tribuna livre para muitos gritos de alertas que se ecoam mundo afora.
253,8 Quilômetros quadrados (km²), foi isso que perdeu de floresta no mês de setembro, a nossa Amazônia. Esse número é a mais perfeita constatação dessa dramática realidade do nosso meio ambiente. Esse dado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) só ratifica o que na prática já se sabe a muitos anos, ou seja, o Brasil por mais que tenha se esforçado, se é que tenha, não consegue dar um fim nessa situação. O estado de Mato Grosso teve no mês de setembro, o maior número de desmatamento registrado,110 km². Depois aparece o estado de Rondônia, com 49,88 km² e em terceiro, o Pará, com 46,94 km². Tocantins foi o estado com menor registro de desmatamento, com 2,24 km². Pelo menos, para que nos sirva de algum consolo, o estado do Amapá foi o único onde não foi detectado desmate. Só para deixar como registro, vale informar que, Fazem parte da região da Amazônia Legal, os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de parte do estado do Maranhão. Legalmente, a Amazônia é nossa, mas de fato, nos parece que há muito tempo deixou de ser.
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Olá Paulo, infelizmente seu comentário é real ao extremo: "Legalmente, a Amazônia é nossa, mas de fato, nos parece que há muito tempo deixou de ser". A falta de interesse dos nossos governantes, a conivência, ou permissividade mesmo permite essa e tantas outras aberrações em nosso país. Projetos e mais projetos; PACs e mais PACs - prospectivas eleitoreiras tão somente! Abraço da Célia.

    ResponderExcluir
  2. Têm dias que gostaria de ver onças pintadas andando pelas matas, pois para cada uma delas é necessário 50 hectares de mata preservada... e para cada homem civilizado necessita-se 50 de mata devastada, asfaltada e urbanizada.
    Quem é o bicho racional nessa história toda, afinal?
    Muito pertinente seu post!!!
    Abraço amigão!!!

    ResponderExcluir
  3. Por mais que o governo tenha responsabilidade sobre preservação de tão importante área, sua devastação é provocada por "cidadãos", em nome de dinheiro. Se não mudarem os homens, nenhum governo será capaz de evitar essa destruição. A área é imensa e difícil de ficar sob controle diariamente. Sem contar que, nem denúncias ocorrem, porque a vida não é valorizada por esses "cidadãos".

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Paulo César, tudo bem?
    A situação é catastrófica e perdemos o controle da Amazônia há muito tempo, infelizmente. O que compromete o mundo, na verdade.

    Paulo, ótimo feriado! Descansa, amigo!

    ResponderExcluir
  5. Enquanto o ser humano não sofrer o bastante ele não vai parar,por mais ridículo que seja.
    Enfim... Pessoas burras que não sabem que estão matando a si próprio fazendo isso.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100