domingo, 20 de novembro de 2011

José Mariano Beltrame, um gaúcho admirado no RJ

Esse meu relato não se baseia, nem é influenciado pelos episódios que a mídia tem amplamente destacado com relação ao intenso combate que o governo do Rio de Janeiro vem fazendo contra o crime organizado, mas sim, naquilo que venho observando há bastante tempo, desde quando o gaúcho de Santa Maria-RS, José Mariano Benincá Beltrame assumiu como secretário de segurança pública do Rio de Janeiro.
Beltrame, talvez seja o nome mais benquisto no cenário da política brasileira no momento. É óbvio que o restante do país, só agora começa, tomar conhecimento de seu nome, com o enfoque da grande mídia nas ações do poder público pela recuperação de territórios, antes, dominados pelo crime, através do programa de implantação das UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) e que tem Beltrame, como o grande nome dessa política de segurança pública. Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria-RS, em Administração de Empresas e Administração Pública pela Universidade Federal do RS, Beltrame, ao contrário da maioria daqueles que ocupam cargos políticos no país, é ovacionado pelas pessoas por onde passa ou esteja, aplaudido em restaurantes, dentro de avião e nas ruas quando percebem sua presença. Em se tratando de figuras ligadas a política, confesso está surpreso com essa reação popular, mas, observo nesse fenômeno positivo, o grande contraste com outro fenômeno, porém, negativo, que é a maneira como o político é visto pelo povo brasileiro, da pior maneira possível. Perguntado em recente entrevista, se seria candidato a governador ou prefeito, o gaúcho José Mariano Benincá Beltrame respondeu, que não sabe e nem entende de política, o que entende mesmo é de segurança pública. Como brasileiro e descrente nos políticos, penso eu, que a sociedade carioca e fluminense torcem bastante para que ele continue assim, ou seja, não entendendo de política.
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários :

  1. Assistindo e lendo a mídia em geral, a figura do Beltrame chega a ser frágil e um tanto incipiente no que faz. Isso porque ele faz e, não fica batendo tambores para anunciar seus feitos. Em um anonimato já referendado por seus atos, difere e muito da classe política que ora temos. Realmente, que ele não se deixe contaminar e que sigam seu exemplo pelo nosso Brasil. Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Olá Paulo!!!
    A quanto tempo não passava por aqui...
    Saudades!
    Gostaria de agradecer o seu apoio sempre presente aos novos autores.

    Quanto ao seu post, sou do time do José Mariano, também não entendo muito de política não, e nem quero, tenho os nervos a flor da pele para tanto.

    Um beijo Célia e parabéns pela matéria.
    Um abraço, Paulo.

    ResponderExcluir
  3. Oi Paulo Cesar, Beltrame, parece que esta desenvolvendo um bom trabalho de segurança pública no Rio, Acredito que isso tem agradado o povo. Ele pode até não entender de politica agora, mas com certeza vai entender na hora que for candidato, e muito bem... Agora quanto a contaminação é difícil prever isso.
    A contaminação dos políticos me parece que é automática.Ótima semana cheia de coisas especiais e muitas energias positivas nos seus dias. Beijos grande!

    ResponderExcluir
  4. Eu penso que "ele passa uma seriedade que não consigo sentir no nosso governador, O Sérgio Cabral,...é isso, tomara que continue assim. Pena que já tá tudo tão contaminado e "dominado", como dizem lá...nas comunidades, sabe, né.Eu sei!!
    Voltei*, eu queria muito postar sobre o dia da Consciência Negra, escrever*... eu não posso deixar.
    Beijos da Mery*

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100