quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Segundo a 'Forbes', Brasil ganha 19 milionários por dia

Forbes é uma revista norte-americana de economia e finanças, que é publicada duas vezes por semana. A publicação é famosa em todo mundo por suas listas, como a lista das pessoas mais ricas do mundo. Mas não é exatamente das pessoas mais ricas do mundo que quero abordar, mas sim, dos novos milionários que surgem no Brasil. Segundo o site da renomada e conceituada revista norte-americana, aqui mencionada, 19 milionários surgem a cada dia no Brasil, fato que ocorre desde 2007. Um ritmo que deve ser mantido pelo menos para os próximos três anos. Essa estimativa é baseada em cálculos do executivo Guilhermo Morales, chefe de "private banking" (gestão de fortunas) da instituição portuguesa Millenium BCP. Para Morales, a expansão de milionários no Brasil é resultado do forte crescimento do consumo e do PIB (Produto Interno Bruto), puxado pelos setores de varejo, saúde, imóveis, construção e indústrias de base. Outro fato que contribui bastante para esse aumento no número de milionários, são os elevados salários de executivos brasileiros, sobretudo no setor financeiro, que costumam ultrapassar os rendimentos de profissionais dos EUA. O Brasil tem hoje 137 mil milionários e cerca de 30 bilionários, segundo a Forbes. De acordo com a mesma publicação, cerca de 70% da riqueza nacional está concentrada nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Tudo isso é muito bom, maravilhoso e reflete com toda certeza, o grande momento de nossa economia. No entanto, é importante salientar que a população, principalmente as mais pobres e carentes desse país, ainda estão distantes dessa realidade, que privilegia uma classe e mantem outra a margem dessa prosperidade econômica. Classe essa, que não deseja ser milionária também, mas sobretudo, respeitada nos seus direitos mais comuns, vendo a riqueza de seu país e a prosperidade de sua economia se refletir na boa educação para seus filhos, saúde com dignidade, segurança com cidadania, trabalho e qualidade de vida aceitável e satisfatória para todos. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários :

  1. Bahhhhh... eu tou na fila, mas até agora não chegou a minha vez de "enricar"... rssss

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo

    a meu ver um dos pontos chaves que deveriam ser atacados no capitalismo, e não o regime todo, pois julgo ser o liberalismo econômico o regime mais completo para uma nação, porém o capital teria que ser reestruturado, ele deveria sair das mãos das instituições financeiras e bancárias, que possuem um poder absoluto sobre tudo e todos, geram essas fortunas que você acaba de relatar e escraviza a população e o próprio estado, todos submetidos ao poder dos bancos e instituições financeiras mundiais. O dinheiro deveria ser do estado, bancos e financeiras deveriam receber apenas um percentual pela prestação de seus serviços, e não deter todo o poder sobre a renda de uma nação, e do mundo. É isso que os combatentes do liberalismo deveriam combater e não a livre iniciativa e o capitalismo. A forma de trabalhar a renda e que deveria ser alterada.
    Essas fortunas trilhardárias não poderiam existir. Para que? chega um ponto que a riqueza torna-se desnecessária, obsoleta, não há o que fazer com tanto, enquanto ao lado outros morrem de fome. Se quisessem alterariam isso, com o estado detendo o poder sobre o capital e distribuindo-o, o mesmo poder que hoje ele delega aos bancos, à uma pequena fatia da iniciativa privada.Porque? Vai saber...

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Paulo! Olhe o FMI ai gente!!! De chapéu na mão!! Fico cantando:
    ..."Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?"...

    Brincadeira, não é mesmo? País dos grandes contrastes, mesmo!!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Paulo, tudo bem amigo?
    Que coisa incrível o contraste nesse país, heim? Além de triste, claro.Mas esses dados me surpreenderam!

    Beijos e ótimos dias :)

    ResponderExcluir
  5. Se deles viesse algo de bom para o povo, torceria até para que o número aumentasse. Infelizmente, o que está acontecendo no Brasil é que a classe média perde essa característica, pois o governo parece estar desejando manter apenas duas: a desses milionários e a outra (nós), cada dia mais pobres (rss).

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Paulo,
    postei lá no facebook, mas te digo novamente:
    FELIZ ANIVERSÁRIO! Tudo de melhor em sua vida!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100