terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Minha admiração, aplausos e vaias para a Rita Lee

Foto: Folha.com
Rita Lee se tornou protagonista de um fato lamentável durante um show seu em Sergipe. Nas redes sociais muitos defenderam e ainda defendem a cantora. Por outro lado, houve quem condenasse sua atitude. O bom senso e a sensatez me obrigam a reprovar o comportamento da nossa brilhante e talentosa roqueira. A maneira como a cantora se portou diante da presença das autoridades policiais foi desrespeitosa e descabida. Qualquer um de nós, simples mortais que somos, se resolvêssemos nos comportar de igual modo, responderíamos judicialmente pela atitude desses atos. Me perdoe a Rita Lee, mas o fato de ela ser a renomada cantora que é, não a faz diferente de nenhum outro cidadão ou cidadã desse país. Me valendo das imagens da TV e vídeos da Internet, inclusive com legendas incorporadas ao áudio de sua voz, não me resta dúvida em concluir, que sua atitude nesse episódio foi desrespeitosa e descabida. Lamentei com pesar, vendo a Rita Lee de enorme contribuição para o engrandecimento da música brasileira, especialmente o Rock, se referir as autoridades policiais como "cavalo", "cachorro" e "filho da p...". Ela diz ter visto policiais agredindo membros de seu fã-clube, porém, isso não é visto nas imagens. O que aparece é uma abordagem policial e sem nenhuma ação que pudesse caracterizar uma agressão. Ainda que tal fato tivesse ocorrido, não justificaria suas atitudes e principalmente a forma como elas foram feitas. Enquanto para a Rita Lee cantora, rendo toda admiração e aplausos, a Rita Lee pessoa, nesse fato, recebe de mim, toda reprovação e muitas vaias. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
9 Comentário(s)

9 comentários :

  1. Existem algumas pessoas nesse nosso país que se julgam acima do bem e do mal.

    Oras bolas, fumar maconha pelo que sei ainda é crime! e aquele volume que os policiais retiraram dos meliantes alí na platéia ainda pode ser classificado como trafico! Acho que os policiais ainda foram gente boa pra caramba. A Rita Lee poderia ser denunciada por fazer apologia à droga. Realmente ela pisou na bola direitinho e foi uma vergonha isso que aconteceu!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, até aqui passou essa informação ...
    Não conheço essa cantora, ela pode-se orgulhar da sua atitude lamentàvel .
    Como disse o Andree muito bem, a policia foi boa de mais, além de demonstrarem uma grande fraqueza, ela deveria ser detida na hora .
    Ela sentiu-se na pele dos fãs, uma dezena, mas esqueceu-se do Brasil em si, da vergonha intalada nessa terra .

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi, PC! O respeito deve prevalecer seja onde for, por quem for. Como disse, os policiais não pareciam estar desrespeitando a plateia, portanto, não mereciam ser desrespeitados. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Há um tempo para cada coisa... Isso é bíblico! E, a nossa querida roqueira, contestadora nata, perdeu uma grande oportunidade de encerrar sua carreira profissional em grande estilo - apenas, cantando e, permitindo que cada um desempenhasse sua função com responsabilidade. Cena triste, principalmente para ela - hoje uma senhora! Acho que inspirou-se na própria música:... "não me provoque, eu vou de rosa choque"...
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  5. Eu concordo com você, vi o episódio pela TV e nada justifica essa vergonhosa atitude da cantora, eu mesma me senti mal por ela e por todos nós, brasileiros.
    A polícia estava fazendo o papel dela e foram até "legais", acho que a respeitaram ou pela sua história ou por sua idade; lastimável o que ela disse sobre "baseado...e os palavrões;
    " apologia à maconha, ainda não tá liberado no Brasil o uso, que eu saiba.
    Paulo, estive um tempo ausente, obrigada por continuar me acompanhando.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Tenho grande admiração por ela, mas concordo com você. O respeito que desejamos receber, temos também que oferecer.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Uma pessoa pública,precisa ter consciência que serve de exemplo para milhares de pessoas.Achei a atitude dela muito arrogante e totalmente desnecessária.Posso estar enganada,mas vendo ela depois do episódio se pronunciando na TV,me parece estar sofrendo de uma confusão mental,estava totalmente aérea.
    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Paulo Cesar. Acabei de ler a sua postagem e não concordo com você. Acho um absurdo acreditar que os policiais não agiram de maneira reprovável. Tentar coibir ou inibir um grupo de jovens porque estavam fumando é no mínimo hipocrisia. Devia inibir que vende e não que consome. E, ainda, mais em um Show de Rock. Por que não faz isso no Show da Madonna, Lady Gaga e tantas outras modinhas por aí. Na verdade, meu caro PC, faltou respeito com a Rita Lee. Até parece que maconha não existe em outro eventos, a saber: carnaval, axé,forró e outros tantos. O Show era dela. A policia queria aparecer e conseguiu. Centenas de pessoas agem de maneira imprudente no trânsito, matam e depois pagam uma fiança e saem por ai rindo da Justiça e da polícia ficando por isso mesmo. Gente que mata e por não ter atecedentes criminais e residência própria vão responder em liberdade. Isso sim, PC, é um absurdo e uma falta de humanização. Portanto, como seu blogger é democrático sinto-me na liberdade, aqui, de expressar minha opinião. Um abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
  9. Olá Paulo,

    Gosto muito das músicas dela. Concordo que ela pisou na bola.
    Uma pessoa pública, que detém poder de influência, deveria utilizá-la de uma maneira positiva. Foi lamentável! Marcou negativamente o encerramento de sua carreira.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100