quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

A revolta na Síria

O conflito que se dá na Síria, começou com uma sequência de grandes protestos populares e progrediu para a revolta armada. É muito triste ter que aceitar a ideia que um povo para conquistar sua liberdade tenha que matar ou morrer, como ocorre em muitas revoltas populares desse tipo, lamentavelmente. Pelo menos 100 mortes, só na segunda-feira (30/01), incluindo 55 civis, pessoas que foram vítimas em ações das forças de segurança do governo. Há vários dias a violência registra um aumento considerável na Síria. Esse protesto se dá em razão da revolta popular contra o regime do presidente Bashar al Assad, que se mantem no poder com mãos de ferro naquele país. Esse é o exemplo típico da velha petulância do poder autoritário, que escraviza um povo e faz de um país, sua senzala.
A foto da agência Reuters, aqui postada, mostra os soldados sírios desertores se juntando aos protestantes no dia 29 (domingo). Ontem (31/01), O primeiro-ministro do Qatar, falando em nome da Liga Árabe, pediu ao Conselho de Segurança da ONU que tomasse medidas para deter, o que ele chamou de "máquina de matar" do presidente sírio. Tenho a mais absoluta certeza que o mundo de alguma forma passa por uma grande transformação e esses imperadores do autoritarismo aos poucos cairão e com eles, a velha e impiedosa forma de se governar uma nação. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
7 Comentário(s)

7 comentários :

  1. Olá, Paulo César! O poder autoritário. A senzala. A escravidão de um povo. Matar ou Morrer. São termos fortes do seu artigo de hoje. Não sendo pessimista, mas realista e, fazendo um paralelo com tantas outras situações, vemo-nos em igualdade de condições, não acha? Não me canso de citar e refletir que o valor humano foi depreciado, a cidadania desacreditada e, assim surge a submissão pela ganância do poder.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Olá Paulo,

    tomara que os dias dos ditadores do planeta estejam contados e seja para breve a queda de todos eles.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A Siria sofre a muito tempo com esse ditador, e agora com essa onda de independencia de tiranias, os paises tendem a ter conflitos. As vezes é necessario porque é a unica forma de mudar um regime existente que não privilegia os mais pobres.

    Abraço querido PC !

    ResponderExcluir
  4. Paulo, meu amigo, excelente pauta como sempre!

    Os conflitos por lá não são de hoje. Onde temos um regime ditatorial, inevitavelmente, vão acontecer rebeliões civis ou de outra ordem. Nos resta acompanhar.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente ainda existem povos cujos lideres politicos os têm como suas legítimas propriedades. A Siria é apenas um dos vários países onde a ditadura constitui um método usado para se controlar as massas populares. É nesta ordem de ideias em que quem soltar a vóz é aniquilado impiedosamente. Os grandes e mais visiveis exemplos são vividos em África agora com maior vigência em ANGOLA e a GUINE CONACRY cujo os lideres estão presos ao poder a quase meio século e as vozes contrárias são automaticamente eliminadas. Mais tenho a plena certesa, que estes ditadores estão muito perto do fim e quem os vai derrubar serão os seus próprios povos.

    ResponderExcluir
  6. A Siria, desse ditador sanguinário,Já deveria estar ocupada pelas forças democraticas dos EUA, e essa besta fera executado, assim como aconteceu com Saddam, e Kadafi,mais não adianta, tirar um que vem outros,esses mulçumanos são uma praga no planeta, o pior que o Brasil acolhe esses terroristas,no Rio Grande do Sul, na triples fronteiras estar cheio deles, em formas de comerciantes, em São Paulo, tem milhares deles tirando os empregos dos Brasileiros, eu gostaria de ver esses povo fora da minha Pátria, fora mulçumanos, fora Talibam,Fora Palestinos, O Brasil, para os Brasileiros...

    ResponderExcluir
  7. Esse diabo da tâsmania, esse monstro,nazista, que atropelou e decepou o braço do ciclista em São Paulo,deveria ter o braço decepado pela justiça,a esquecir que estamos no Brasil,o sacana vai pagar uma fiança e sair pela porta da frente da delegacia,se fosse um filho meu eu caçava ele até debaixo da saia da mãe dele, e tirava um braço dele tbem, nossa justiça e muito branda para esses casos, o rapaz que vai ficar deficiente para o resto da vida.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100