quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A Grécia e a crise

Foto: Athens News
A Grécia como se sabe, tem uma dívida monstruosa, algo em torno de 142% de seu Produto Interno Bruto (PIB). Sua situação, sem exagero, é dramática. O país gastou bem mais do que podia na última década. Com isso, teve que pedir empréstimos pesados; situação que deixou sua economia refém de uma crescente dívida. Dessa maneira, os gastos públicos foram às alturas, e os salários do funcionalismo praticamente dobraram. A situação de momento obrigou o parlamento grego a algumas decisões. Sob a proteção de cerca de 3 mil homens, os deputados aprovaram no domingo (12/02), um novo pacote de medidas de austeridade. Enquanto aprovavam o novo pacote, do lado de fora, cerca de 80 mil pessoas protestavam nas ruas de Atenas. As manifestações não deixam dúvidas sobre a contrariedade da população em relação as medidas do novo pacote, que visam o corte de 3,3 bilhões de euros em pensões, com redução de 22% dos salários, e flexibilização das leis trabalhistas para facilitar o corte de 15 mil funcionários públicos e liberar um resgate de 130 bilhões de euros ao país. Observem vocês o grau de impacto que tudo isso vem provocando na população grega. Essa é uma crise que não será impossível da Grécia superar, Contudo, temo por uma outra crise em meio a essa, a revolta popular. Sem a união da população, a crise não será superada. Essa é a minha opinião.
Contato: detudoumpoucominhaopiniao@yahoo.com.br
Comentário(s)
8 Comentário(s)

8 comentários :

  1. Paulo, querido amigo!
    Você sempre ligado no que acontece no mundo!
    Excelente pauta mais uma vez.
    A questão da Grécia é gravíssima, e toda crise econômica-social gera, em certo ponto, a rebelião civil e quando chega nesse limite e ele é ultrapassado o que já era crítico, torna ainda mais difícil de ser revertido, enfim...

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Amigo eu não entendo muito de economia mas me parece correta a sua interpretação do que se passa na Grécia.
    Um abraço e tudo de bom para si.

    ResponderExcluir
  3. Devido à má gestão do governo ao longo do tempo, hoje é a população que paga o preço. Estão tentando resolver uma crise gerando outra ainda mais grave. Sem o apoio da população será muito difícil superar esse momento crítico do país. Concordo com sua opinião.

    Grande abraço e uma boa sexta-feira por vir.

    ResponderExcluir
  4. Olá PC,

    Como lhe disse no meu comentário de Domingo, nós, nada temos a ver com o povo grego.
    Deve haver entendimento entre as partes, caso não, medidas draconianas, esperarão a Grécia.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  5. PC, graças ao seu blog fico atualizada de um tantão de assuntos. Pode acreditar... ando tão corrida que nem tenho lido e visto noticiários. Ainda bem que tenho o "de tudo um pouco, minha opinião"!

    A questão da Grécia ainda está feia...

    bjs JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  6. Ano apos ano, com todas as crises que tivemos, aprendemos a nos sobresair no cenario economico. hoje a europa sofre, mas talvez seja o ciclo de hegemonias se completando.

    Obrigado por todas as visitas querido amigo, seus comentários sempre me motivam !

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Paulo,aprendo muito com você obrigada.
    Um ótimo fim de semana e feriado.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Não podemos ficar indiferentes a essa crise, nem às demais que se alastram. Não temos aquela proteção de armadura que alguns pensam.
    E me entristece o sofrimento do povo grego, a provocar revoltas com sérias consequências e perdas humanas.

    Bjs.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100