domingo, 14 de outubro de 2012

Parabéns ao STF

O caso do “mensalão”, no que se refere a investigação de uma forma mais ampla, pode até não ter correspondido a expectativa de todos, e por vários aspectos talvez. Ainda assim, ao contrário daquilo que alguns chegaram até preconizar ou supor, não houve nada que pudesse nos levar a entender que os principais implicados nesse processo saíssem impunes desse julgamento. Até mesmo o fato da maioria dos ministros do STF terem sido indicações do PT, não teve em nenhum momento qualquer influência nele, como alguns chegaram a cogitar; acreditando que os ministros pudessem em razão disso, abrandar ou até mesmo absolver algum réu.

Partindo desse princípio, o STF (Superior Tribunal Federal) e seus ministros, zelando por suas honradezes nesse juízo, deram ao povo brasileiro a certeza de que podemos confiar na imparcialidade dos homens de toga da instância maior do poder Judiciário brasileiro. Diferente desses pensamentos, o STF mostrou-se isento e, a parte, de qualquer influência negativa nesse sentido. No final, aqueles que julgávamos como sendo as cabeças pensantes nesse caso, receberam as punições que o cidadão entendia que devessem receber. Dessa maneira, entre os que foram condenados, a maioria dos ministros do Supremo votaram pela condenação dos três integrantes da cúpula do PT (Partido dos Trabalhadores) no primeiro governo Lula; o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, que foram considerados culpados pela prática de corrupção ativa, por terem comandado o repasse de dinheiro para partidos da base de apoio do governo no Congresso. No que se refere a esse julgamento, entendo que o STF agiu como deveria, ou seja, mostrando sua lisura, imparcialidade e, sobretudo, justiça. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários :

  1. Eu diria que se acende não uma luz no fim do túnel da honestidade, em nosso país, mas um HOLOFOTE!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo,

    Tudo bem? Concordo com o texto e espero que nesse momento de precisão, as crianças desejem serem ministros do STF em detrimento do antigos sonhos de holofotes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo com quase tudo! Mas na hora que esses caras estiverem presos na cadeia, encarcerados, comendo junto com os detentos, sem regalia e tiverem também devolvido aos cofres públicos o que roubaram, aí sim eu vou soltar rojões!

    ResponderExcluir
  4. Oi Paulo

    Até nisto o PT se destaca, em provocar no STJ uma reação nunca antes vista ao tratarem corrupção política e abuso de poder. A administração petista foi tão escandalosa e imoral que não deixou Alternativa aos magistrados senão fazerem valer com rigor a lei. espero que isto tenha aberto uma porta para que o rigor seja aplicado em qualquer ato de corrupção, seja ele da proporção insana como praticado pelo PT ou mais contido como sempre foi praticado, espero que a justiça descubra que o caminho para a moralização é o não afrouxamento da lei, que ela seja aplicada em quem quer que seja. Dos poderosos aos miseráveis, lei deveria ser igual e agora a vemos ser aplicada sem levar em conta a posição dos réus isto é um avanço significativo e necessário, que permaneça assim.

    Concordo com o André, e a devolução do furto aos cofres públicos? Será aplicada? Denúncias e processos vemos muitos, ressarcimento dos bens nunca vi.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. O exemplo tem que vir do alto,né?
    Espero que essas condenações realmente tenham algum efeito prático.
    E não fizeram mais que obrigação,pois estão ali para atenderem os interesses da população,pois são muito bem pagos por isso.
    Espero que essa cambada devolvam o dinheiro público,e que fiquem alguns anos na cadeia(utopia de minha parte pensar nisso).

    Beijão,PC!Dani.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100