quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Orlando Silva fica. Mas quem manda é Dilma ou Lula?

Notícias veiculadas na grande imprensa dão conta que o ministro do esporte Orlando Silva só está ainda no cargo por interferência direta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele teria pedido a presidente Dilma para manter o ministro no cargo. Bom, o ministério do esporte tem uma gigantesca importância no momento atual do país e por esta razão ganhou grande proporção nesse momento a resistência do ministro Orlando Silva no cargo. Afinal é a Copa do Mundo a grande galinha dos ovos de ouro, e de igual modo, a Olimpíada. Dois eventos esportivos dessa magnitude deram a essa pasta, status de superministério. Por outro lado, me baseando nos fatos trazidos pela imprensa, fica claro e evidente a grande influência que o ex-presidente Lula tem sobre a presidente Dilma. Fato é, que se dependesse somente da vontade dela, o ministro Orlando Silva já estaria fora do governo.
Foto: G1
Foto: G1
Todavia é bom salientar que até o momento não foram apresentadas provas concretas que pudessem ligá-lo diretamente as denúncias que lhe são imputadas. Mesmo assim, eu pergunto, até quando a presidente Dilma vai resistir as pressões que vêm da opinião pública para que demita o ministro? E até quando resistirá o próprio ministro ao intenso bombardeio que vem sofrendo para que se retire do cargo?
E por fim, a pergunta que não quer calar. Diante de tudo que leio, ouço e vejo na grande mídia, pergunto eu, quem na prática governa o país? A presidente Dilma ou o ex-presidente Lula?
Como perguntar não ofende, eis então a minha indagação.
Leia também: Reportagem da revista "Veja" denuncía ministro
Comentário(s)
8 Comentário(s)

8 comentários :

  1. Paulo, tudo bem?
    Xiii... essa coisa toda tá enrolada, meu amigo.
    Têm fatos escusos, sem sombra de dúvida. O que se pode dizer? Aguardar.
    ...

    Beijos é ótimos dias!

    ResponderExcluir
  2. "Cai o rei de espadas... cai o rei de ouros... cai não fica nada"(Cartomante/Ivan Lins)...Acredito que Dilma anda cantando isso, mas seu "maestro" rege a batuta com outro ritmo! Acredito que mais uns dias... e mais um pro "balaio de gatos"...
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Acho que ele deveria se demitir sim, mesmo estando inocente, pois é um cargo de extrema notoriedade, e não há condições de se exercer nessa pressão toda, mas como os políticos brasileiros não querem largar a teta da vaca por dinheiro nenhum, então ele vai até o fim. Essa gente não tem princípios, só visam o poder, são mesquinhos e não pensam na população, atropelando os princípios éticos e morais da Administração Pública.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Eu penso que para o Orlando Silva cair é só questão de tempo... ou horas, ou minutos... nem sei se já não caiu no momento em que estou comentando aqui... rsssss pelo que ouvi e li hoje, até o PCdoB está virando as costas pra ele.
    Desse jeito, não há Lula (por mais braços que tenha) que segure!

    ResponderExcluir
  5. Agora, a decisão do governo de suspender por um mês o repasse de verbas às ONGs, por mais que pareça correta é de um desacerto total! Por que não fiscalizaram antes? Por que não destacaram uma secretaria para organizar e fiscalizar essas organizações?
    Tem ladroagem? Tem. Tem corrupção? Tem. Mas no meio disso tudo tem milhares de entidades sérias e que lidam com as dificuldades da população diuturnamente! Agora, os penalizados, serão esses!

    ResponderExcluir
  6. Os ovos dessa galinha são preciosos demais e vão contribuir para a felicidade de muitos. A discussão sobre a permanência ou não do Ministro não leva em conta sua eventual culpabilidade, mas a perda de poder de todos os envolvidos nas negociatas. Cada vez mais, ficamos com o pé atrás diante de organizações que a muitos beneficiam, porque não temos bola de cristal para reconhecer as envolvidas em corrupção.
    Já era sabido que o ex-Presidente estaria colocado em Dilma, pois dela depende a manutenção de seu "prestígio" e sua volta àquela amada cadeira.
    Tenho reservas ao PT. Não vi nenhum dos antigos culpados por corrupção sofrer penalidades. Estão por aí, exercendo suas influências, como se nada houvesse acontecido.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Não tem como um ministro exercer suas funções com tais acusações ou pressões sobre ele, mesmo nçao havendo ainda provas, só as acusações já seria amis que motivo para um pedido de demissão, em outros países seria, mas aqui, roem o osso enquento dá.

    Dilma é só um parênteses feito pelo Lula, assim como ele a colocolou lá, ele dirigirá suas ações e ainda digo mais, depois dela o candidato do PT será ele novamente.

    Beijos Paulo!

    ResponderExcluir
  8. Ainda que não hajam provas, Vai ser muito difícil a sua manutenção no ministério. Porque à mulher de César, não basta ser sério. Há que parecê-lo.
    Quanto a quem manda, pois por aquilo que eu ouvi cá da boca da Dilma em relação ao Lula, é bem capaz de ele ir dando umas sugestõezinhas.
    Um abraço e obrigada pelas visitas ao Sexta.

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100